Nasceu sem cérebro, e hoje tem seis anos

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 7 meses 26 dias atrás.

Todo mundo sabe que o STF pretende julgar a ação sobre o aborto dos fetos anencéfalos em novembro. Todo mundo sabe que o momento em que o assunto veio à baila no STF foi meticulosamente calculado pelos abortistas togados que se arrogam o poder de tomar decisões irracionais, baseadas somente na própria ideologia assassina. Todo mundo sabe que a última audiência pública do Supremo (e, talvez em menor grau e com honrosas exceções, todas as outras) foi uma verdadeira militância pró-aborto.

Por conseguinte, todo mundo sabe que os fatos e as evidências são completamente indiferentes a esta raça de canalhas que não vai sossegar enquanto não se inebriar no sangue inocente de crianças indefesas. No entanto, na esperança de que haja pessoas sensíveis que não compactuem com a sanha criminosa dos ilustres magistrados, reproduzo a história a seguir, retirada do site do Regnum Christi.

Jimena é uma garota mexicana que tem seis anos de idade. Quando engravidou, a sua mãe tinha 15 anos e, o pai, 16; ao nascer, a garota foi entregue para adoção, sendo acolhida mais tarde por um casal de membros do Movimento Regnum Christi, Pepe e Celia, que nos oferecem hoje este belo testemunho.

Não sou médico e não entendo as distinções entre os diversos tipos de patologias neurológicas que atingem os fetos ainda em formação e, portanto, não sei dizer exatamente qual o problema que a Jimena possui, que também não é precisado pelo site; no entanto, sei que Jimena não tem cérebro. O neurologista da menina diz que ela nasceu assim, somente com o tronco cerebral e um pouco do cerebelo e, por conseguinte, não ouve e nem enxerga. Chama a menina de “milagrezinho”, porque crianças com este problema não vivem mais do que oito meses, no máximo um ano, e Jimena tem seis.

Segundo o pai da menina, Jimena é “a grande lutadora em favor da vida. Minha esposa a tem levado a vários congressos de deputados, onde estão tratando de leis em relação à vida, e ela [a mãe] lhes põe [a menina] nos braços, fala-lhes de como ela é, e os deixa tocados. [Jimena e]stá mudando a forma de pensar de muita gente”.

“Dios nos manda seres de luz como Jimena, los quiere para que cambien a los demás”, dice convencido su padre.

Verdade. Será, então, que a insistência em exemplos como este não será capaz de sensibilizar as autoridades do nosso país? Para Deus, nada é impossível. Vale a pena conhecer, vale a pena divulgar. Que Nossa Senhora continue abençoando esta família, e rendamos graças a Deus pela pequena mexicana que tanto bem está fazendo no mundo.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

70 thoughts on “Nasceu sem cérebro, e hoje tem seis anos

  1. Maikelilopes

    Que nosso Senhor Deus abençõe todas essas crianças que nascem com Anencefalia,não só elas como todas da Face da Terra..
    Que Deus ILUMINE,Proteja,Abençõe delas..
    Deus faz Milagres em nossas vidas .”Tudo Posso naquele que me Fortalece”
    Deus é Fiel e nada nos faltarás.. Amém

  2. valeria

    GOSTARIA QUE AS AUTORIDADES MAIORES SE COLOCASSEM NO LUGAR DESSAS FAMÍLIAS E DESSAS CRIANÇAS E PENSASSEM MUITO BEM ANTES DE DECIDSIR ALGO ,POIS, SE DEUS QUIS QUE ELES VIESSEM A TERRA CONCERTEZA HÁ ALGUM MOTIVO ESPECIAL E QUEM SOMOS NÓIS PRA CONTRARIAR A VONTADE DE NOSSO DEUS!!! DEUS ABENÇOE TODAS ELAS……

  3. Pingback: Julgamento no STF: o voto insidioso de Marco Aurélio « Ecclesia Una

  4. Fredufrj

    Sim! Esta é a didática de Deus! É no limite do incompreensível que Ele nos ensina a amar! É uma benção sim!

  5. ANÔNIMO

    O ABORTO NÃO É OBRIGATÓRIO É UM DIREITO DE ESCOLHA! NEM TODAS AS PESSOAS TEM A CAPACIDADE DE CUIDAR DE UMA CRIANÇA ESPECIAL! É LINDO UMA FAMILIA QUE TEM ESSE DOM CONCEDIDO POR DEUS MAS NEM TODO MUNDO É ASSIM! PENSO EU QUE SEJA UM DIREITO DE ESCOLHA DE CADA UM DECIDIR TER OU NÃO UMA CRIANÇA QUE PELA MEDICINA SÓ IRÁ DURAR ALGUMAS HORAS OU SER UM MILAGRE ESPECIAL EM SUA VIDA, LEMBRANDO QUE SE TRATA DE UM DIREITO DE ESCOLHA E NÃO UMA OBRIGAÇÃO!

  6. Unmasklady

    Não entrarei no mérito do aborto ou de qualquer discussão da matéria, mas, por favor, pessoal. Sem sensacionalismo, eu tbm acho que esta menina e todas as outras têm que ter o direito de viver, mas, como médica, posso afirmar: A menina que está na foto desta reportagem pode ter qualquer malformação cerebral, mas com certeza tem cérebro. 

  7. Jorge Ferraz

    Anram. Agora que uma médica anônima fez um infalível diagnóstico via foto de internet, nós podemos ficar tranqüilos! Obrigado, UnmaskLady!

  8. Jorge Ferraz

    Cara, NINGUÉM pode ter o direito de “escolher” MATAR outra pessoa, não importa se esta “outra pessoa” em questão é um judeu, uma criança com síndrome de Down ou um anencéfalo!

    É óbvio que ninguém quer ter um filho deficiente, mas uma deficiência é uma tragédia que deve ser tratada dignamente, e não varrida “para baixo do tapete” (ou para o recipiente de lixo hospitalar) por conta do egoísmo de alguns! Ninguém pode ter o direito de matar um deficiente. Isto deveria ser óbvio.

  9. Karla Valeria

    Então a tal médica deve saber o que é anencefalia que não é ausência de cérebro, mas  que é uma malformação congênita que se caracteriza geralmente pela ausência da abóbada craniana e massa encefálica reduzida. 
     O encéfalo compreende várias partes, sendo as principais o telencéfalo (cérebro ou hemisférios cerebrais), o diencéfalo (do qual fazem parte o tálamo e o hipotálamo), o tronco encefálico (mesencéfalo, ponte e medula oblonga). O cérebro é a parte anterior e superior da massa encefálica e ocupa a maior parte da cavidade craniana. 

  10. Karla Valeria

    Não espere ser orientado por seres humanos, mal formação congênita não constitui perigo de vida a gestante, então ela está com uma gestação como qualquer outra, a doença está no bb intra-útero e não na mãe. Busquem orientação Divina que essa sim não falha, e olha que quem te da esse conselho é uma médica pois apesar de adorar minha profissão sei que a humanidade inclusive os médicos estão vivendo cada vez mais sem Deus, ficando fúteis. Dê apoio a sua sobrinha e amor pra que ela possa levar essa gestação até o final sem fazer nenhuma loucura que vá se arrepender. Nenhuma mãe que levou a gestação a termo de cças com mal formações congênitas se arrependeu do que fez ao contrário as que optaram pelo aborto vivem essa dor e a culpa o resto de suas vidas.

  11. Andreia Lange

    Si Alguem pensa que tem o “direito de escolher” ter um filho ou nao, seja deficiente ou nao, deveria ser “Adulto ” o Suficiente e pensar isso antes de abrir as pernas por ai, ou fazer qualquer otra coisa em qual pode acontecer uma gravidez!!!

  12. Camila

    Fico perplexa quando vejo que pessoas com valores cristãos não sentem peso algum na consciência ao usar de mentiras claras para manipular a opinião alheia. Quanta incoerência! Sou totalmente a favor do debate, sou a favor que as entidades religiosas se expressem e argumentem e acho que, muitas vezes, elas realmente tem bons argumentos que precisam ser ditos. Entretanto, essa postagem mostra um caso que não tem absolutamente nada a ver com a situação que foi discutida essa semana pela justiça brasileira. Não duvido que essa menina tenha sim algum tipo de malformação grave e que seja uma guerreira por ter completado seis anos, mas a condição dessa criança não se enquadra como anencefalia, não teria o aborto autorizado por lei agora que o STF descriminalizou o aborto de anencéfalos. Não precisa ser médico e nem ter visto a criança pessoalmente pra saber disso. Você precisa ser ortopedista pra constatar que uma pessoa não tem um braço ou uma perna? Qualquer pessoa com algum conhecimento breve sobre anencefalia sabe que essa menina não é anencéfala. Triste ver uma postagem sensacionalista e mentirosa formando opinião em meio a um debate que envolve pessoas sérias (dos dois lados).

  13. Elizabetheleite

    estes politicos hipocritas, até quando, só DEUS tem o direito de definir no futuro

  14. Danynick 2010

    pois é………………………………………..falar oq .né…
    esse é o mundo onde vivemos…..!!!!!!!!

  15. Matheus Eleotério

    Akela mulher nao parece ter  anos e muito menos akele cara  ;( putz alguma coisa deve ta errada ai

  16. Paradoxo Veiga

     Leia a reportagem novamente, nada esta errado à não ser as suas idéias, os pais biôlogicos da menina tinham entre 15 e 16 anos esses são os pais adotivos..

  17. Luana Gatinha403

    Nossa nem sei como essa menina deve ser ,sabe sei la e muito estranho esquisito de mais

  18. Capitu

    Camila voce tem razao. A menina em questao nao e anencefala. O STF nao descriminalizou a interrupção de gestação de fetos com o problema dela. O STF permite agora a interrupção quando o feto e anencefalo! Os que sao contra essa decisão vem com muitos exemplos de crianças que supostamente sao anencéfalas e sobreviveram… Tudo mentira. Todos os casos de “milagres” que vejo por aí, sao de crianças que nasceram com resquícios de cérebro e por isso tem uma sobrevida maior. Vivem sob intensos cuidados medicos sem uma expectativa de vida muito longa.

  19. Capitu

    Seu argumento é de quem acredita em Deus… Para quem nao acredita seu argumento nao tem nenhum valor!

  20. Capitu

    E sao essas pessoas que chegam aqui com seus versículos bíblicos para tentar defender suas ideias… Versículos que elas mesmas nao entendem!

  21. Jorge Ferraz

    Acontece, querida, que simplesmente não faz sentido um diagnóstico excludente de anencefalia dado “a posteriori”. Todas essas crianças que vivem duas semanas, dois meses ou dois anos **foram diagnosticadas como anencéfalas** em algum momento e às suas mães foi “oferecida” a “opção” do aborto.

    2012/5/2 Disqus

  22. Euripedes

    Camila, lamentavelmente existe tentativa de manipulação de ambos os lados, fazendo com que todos percam, sobretudo as crianças com má formação cerebral que se manifesta em diversos graus, estão no centro do debate e, de modo particular, a Vida… Triste, tudo muito triste!

  23. Tiane12

     E daí que existe estupro? Quem deve pagar pelo crime é quem estupra e não a criança, que não tem culpa alguma de ser fruto de um estupro…

  24. Tiane12

     Anencefalia não é total ausência de cérebro, procure se informar mais, querida. Anencefalia se caracteriza por graus variados de dano encefálico. Anencefalia é uma má-formação fetal do cérebro. Todas essas crianças foram diagnosticadas como anencéfalas em algum momento, isso é fato, queira você aceitar ou não.