Querendo questionar dogmas católicos…

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 5 meses 7 dias atrás.

Com um pouco de atraso, gostaria de comentar um artigo que foi publicado na Folha de São Paulo há mais de uma semana, e que leva o singelo título de “É justo questionar dogmas católicos”. A pérola é da autoria do sr. Kennedy Alencar. Aqui, não interessam tanto os chavões já ad nauseam repetidos e refutados bem além do que merecia a sua [ir]relevância; gostaria de me deter no princípio que dá título ao artigo e que é desenvolvido nos seus dois primeiros parágrafos:

A Igreja Católica é composta por homens e mulheres de carne e osso. Como toda instituição viva, seus dogmas merecem contestação de quem pertence aos seus quadros, de quem já pertenceu e de que não pertence. Os de fora têm o direito de opinar sobre as decisões de uma instituição poderosa e que influencia o debate público no mundo inteiro.

No Brasil, há separação entre Estado e igreja. Apesar disso, os religiosos se julgam no direito de criticar decisões legais, como o aborto de uma criança de 9 anos que foi estuprada. Ora, se podem meter o bedelho nas regras do Estado laico e democrático, podem também ouvir críticas aos seus dogmas e às suas regras.

Gostaria que o sr. Kennedy explicasse qual a relação entre a Igreja ser “composta por homens e mulheres de carne e osso” e “seus dogmas merece[re]m contestação”. O que tem uma coisa a ver com a outra? Que a Igreja é formada por “homens e mulheres de carne e osso” é uma obviedade (para que fique teologicamente correto, no entanto, seria mister afirmar que a Igreja é também composta pelas almas dos fiéis que estão no Purgatório – Igreja Padecente – e no Paraíso – Igreja Gloriosa – e, portanto, não é formada apenas por homens de carne e osso, sendo também composta por alguns que estão a aguardar a Ressurreição Final a fim de terem carne e osso uma vez mais; mas isso são outros quinhentos), mas não é de modo algum evidente o nexo causal que liga esta evidência à proposição seguinte. Serve-se o sr. Kennedy de uma comparação para tentar elucidar um pouco o seu confuso raciocínio: os dogmas da Igreja merecem contestação “como [os de] toda instituição viva”. Para aceitarmos a analogia do articulista, no entanto, seria necessário que ele apresentasse quais são as outras “instituições vivas” (com a Igreja comparadas) cujos dogmas são passíveis de contestação. Aliás, gostaria muitíssimo de que ele começasse elencando quais são as instituições fora a Igreja, vivas ou não, que possuem “dogmas”…

Não contente em postular a “contestabilidade” dos dogmas da Igreja, apressa-se o articulista a determinar quem são as pessoas passíveis de exercer este direito à contestação; e descobrimos, com surpresa, que, na opinião do sr. Kennedy, todas as pessoas do mundo – “quem pertence aos seus [da Igreja] quadros, (…) quem já pertenceu e (…) que[m] não pertence” – podem contestar a Igreja! A justificativa? Não tem nenhuma. É pura birra: “se [os religiosos] podem meter o bedelho nas regras do Estado laico e democrático, podem também ouvir críticas aos seus dogmas e às suas regras”. Pura vingança, infantilidade pueril do tipo “se tu podes, eu posso também”. Só que, no caso, descabida.

Por que descabida? Simplesmente porque os católicos não “metem o bedelho” em regras de Estado Laico nenhum! O Estado não é democrático? Se é democrático, então os católicos também têm direito de falar e expôr os seus anseios e suas reivindicações – ou não? Ou a democracia do Estado Laico não contempla os católicos? Ou a democracia que o sr. Kennedy postula é similar àquela d’A Revolução dos Bichos: todos os cidadãos são iguais, mas alguns são mais iguais do que os outros?

Coisa completamente diferente ocorre com os dogmas da Igreja; estes, não são “laicos e democráticos” e não pressupõem a sua “discutibilidade” – ao revés, postulam precisamente o contrário. Por que motivo quer o sr. Kennedy – agora sim – meter o bedelho [e sem ser chamado!] nos dogmas da Igreja? Que autoridade tem o sr. Kennedy para sentenciar que é “um erro considerar um meio católico ou um mau católico quem apoia a decisão de abortar nas circunstâncias em que se encontrava a menina de 9 anos”? Por que deveríamos dar ouvidos ao sr. Kennedy em detrimento de – p.ex. – Dom José Cardoso Sobrinho? Se este último é bispo da Igreja Católica e o primeiro é… é… quem é o primeiro, afinal de contas?

Por fim, só mais um reparo a ser feito ao texto publicado na Folha de São Paulo: não, sr. Kennedy, não é “[n]o direito canônico” que “o aborto é mais grave que o estupro” – é objetivamente! O Direito Canônico reproduz a realidade, e não fica “inventando” arbitrariedades descabidas! E o aborto é mais grave do que o estupro pelo motivo auto-evidente (isto sinceramente já cansou…) de que uma agressão que destrua a vida é mais grave do que uma outra que não a destrua, já que a vida é o bem maior do qual dependem todos os outros – o que não tem nada a ver (nunca é demais repetir) com considerar a segunda agressão como de pouca monta ou irrelevante. Com essas idéias descabidas, o sr. Kennedy revela-se um eminente expoente dos “idiotas da subjetividade” que critica; mas eu seria capaz de apostar que ele não consegue perceber isso…

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

54 thoughts on “Querendo questionar dogmas católicos…

  1. Blog Mallmal

    Jorge,

    “Um Concílio serve para se reafirmar a Doutrina Apostólica, e não para “votar” invenções.”

    Então para quê havia votações?

    “Ué, os hereges e cismáticos de todos os tempos são exatamente as pessoas que inventam doutrinas próprias em detrimento daquelas que a Igreja sempre ensinou!”

    Tipo a infalibilidade Papal? (aliás, esse dogma é de uma lógica circular magnifica!!!)
    Deixa eu ver se eu entendi… Quem ganha a votação continua católico, quem perde é cismático e herege?

    “O critério objetivo que atesta a veracidade do Cristianismo é a Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. O fato objetivo que atesta esta divindade é o Túmulo Vazio ao Terceiro Dia. Isso é um fato histórico.”

    Histórico não é. Historicamente a mera existência de Jesus é questionável. Isso é simplesmente um ATO DE FÉ da parte de vocês, portanto não é objetivo.
    Quanto ao túmulo vazio, isso não é prova de nada… Ocultação de cadáver existe até os dias de hoje…

    Quanto aos trechos bíblicos, obrigado! Eu não os conhecia.

  2. Jorge Ferraz

    Sr. Mallmal,

    Então para quê havia votações?

    Pelos motivos já explicados: servem para se testemunhar uma Verdade, e não para “inventá-La”.

    Não se trata de “votações” no sentido que tu estás utilizando.

    “Ué, os hereges e cismáticos de todos os tempos são exatamente as pessoas que inventam doutrinas próprias em detrimento daquelas que a Igreja sempre ensinou!”

    Tipo a infalibilidade Papal? (aliás, esse dogma é de uma lógica circular magnifica!!!)

    Sim, a Igreja sempre ensinou a Infalibilidade Papal.

    Não há nenhuma “lógica circular” aqui. Os Apóstolos ensinaram que o Papa era infalível, e a Igreja sempre reafirmou que o Papa era infalível.

    Deixa eu ver se eu entendi… Quem ganha a votação continua católico, quem perde é cismático e herege?

    Como já falei, não existe “votação” no sentido que tu estás utilizando. Existe o testemunho da Tradição, onde os Bispos reunidos em Concílio atestam que certa Doutrina semper et ubique foi crida por todos os cristãos, e que certa outra doutrina nunca foi professada na Igreja.

    “O critério objetivo que atesta a veracidade do Cristianismo é a Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. O fato objetivo que atesta esta divindade é o Túmulo Vazio ao Terceiro Dia. Isso é um fato histórico.”

    Histórico não é. Historicamente a mera existência de Jesus é questionável. Isso é simplesmente um ATO DE FÉ da parte de vocês, portanto não é objetivo.

    A existência de Jesus, a Sua morte e Sua ressurreição são fatos históricos que não necessitam da Fé para serem conhecidos.

    “Questionável”, depende do sentido que tu dás a esta palavra. A ciência histórica não é experimental nem matemática, então é óbvio que nenhum fato histórico é “inquestionável” no mesmo sentido em que “2 + 2 = 4” é inquestionável. Mas, também, isso não faz diferença, porque a História não se propõe a oferecer informações matemáticas.

    Quanto ao túmulo vazio, isso não é prova de nada… Ocultação de cadáver existe até os dias de hoje…

    Com os “ocultadores” sendo entregues às feras por se negarem a revelar a própria fraude também, né?

    Quanto aos trechos bíblicos, obrigado! Eu não os conhecia.

    Por nada.

    Abraços,
    Jorge

  3. João C.

    Fidelidade à Igreja e ao Papa, sempre!

    No bom combate, pela defesa da Fé católica, até ao fim. Doa a quem doer…

    Jorge, continue esse bom trabalho!

    Um abraço da Terra de Santa Maria, Portugal, seu país irmão!

  4. André Víctor

    Tô contigo e não abro caríssimo João C.

    E não precisamos nos preocupar, pois junto conosco tem um batalhão de soldados de Cristo. E bem fieis a Sã Doutrina.

    Vida longa a Dom José Sobrinho!!!

    Vida longa ao Santo Padre, o Papa Bento XVI!!!

    André Víctor

  5. João C.

    Caro irmão André…

    É de católicos assim que a Igreja e o mundo precisam. Sem medo de falar a Verdade, sem medo dos politicamente incorrecto, sem medo de testemunhar Aquele que testemunhou de uma forma tão nobre o Seu amor por nós, na Cruz.

    Sempre, contigo, com o Jorge e todos os soldados de Cristo, a combater os inimigos e a lutar pela defesa da Fé Católica. Pela Fé, na Esperança e na Caridade.

    Todos, com Pedro, a Jesus por Maria Santíssima!

    Um abraço

  6. Carlos

    Caro Jorge,
    Esse Mallmal é um caso perdido.
    Você responde ponto por ponto as absurdas indagações dele. Ele nem lê e volta com as mesmas infantilidades.
    É um miserável ateu no qual a arrogância se juntou à burrice de forma inseparável.
    Ele nada compreende e nada quer compreender. Quer apenas posar de sabido.
    Debater com gente desse tipo é perda de tempo.
    Lembre-se do conselho de Nosse Senhor: não atire pérolas aos porcos.
    Um abraço.
    Carlos.

  7. Carlos

    Caro Jorge,
    Esse Mallmal é um caso perdido.
    Você responde ponto por ponto as absurdas indagações dele. Ele nem lê e volta com as mesmas infantilidades.
    É um miserável ateu no qual a arrogância se juntou à burrice de forma inseparável.
    Ele nada compreende e nada quer compreender. Quer apenas posar de sabido.
    Debater com gente desse tipo é perda de tempo.
    Lembre-se do conselho de Nosso Senhor: não atire pérolas aos porcos.
    Um abraço.
    Carlos.

  8. Assunção Medeiros

    Mallmal,

    Feto não tem CPF, até porque nenhuma criança que eu conheça possui CPF, sendo este um documento utilizado principalmente por adultos ou adolescentes que já integram a força de trabalho. Feto também não pode tirar carteira de motorista, o que também vale para uma criança de nove anos ou uma de 15. Por outro lado, o ESPÓLIO de minha mãe, que é um processo e nada humano, teve de tirar um CPF, o que para mim mostra com clareza que possuir ou não um CPF não significa o reconhecimento de humanidade pelo direito. Significa apenas que alguns documentos só podem ser aplicados a seres humanos de determinado status, seja ele o de ser nascido, estar em idade produtiva ou alcançar determinada idade legal.

    ENTRETANTO, feto TEM DIREITO DE HERANÇA. Se o pai de um nascituro morre, ele HERDA. Isto sim, para mim, é o reconhecimento por parte do Direito Civil que ali há uma pessoa com DIREITOS, o principal deles sendo a vida.

    Quanto ao batismo, um nascituro não pode ser batizado ainda pelos motivos que já foram descritos acima, mas eu respondo outra vez. O rito do Batismo necessita de contato físico entre o sacerdote e o bebê, o que torna um tanto difícil um bebê receber este sacramento quando ainda se encontra fora do alcance de todos exceto sua mâe. Assim que a criança pode ser ungida pelo sacerdote e receber na sua testa a água, em sua boca o sal, ele está apto a ser batizado, o que não significa de forma alguma que a Igreja pensa naquela criança como não-humana antes disto.

    Agora, se você já teve oportunidade acompanhar uma ou mais gestações você verá que, como qualquer criança fora do útero de sua mãe, os nascituros possuem diferenças de temperamento, podem ser mais calmos ou mais agitados, tem movimentos característicos como chupar o dedo (muito lindo ver isso no ultassom) e alguns gostam de mexer um bocado, pulam, giram.

    Não é um pedaço de carne, não é parte do corpo de outra pessoa, é um ser humano, com direito a sua existência.

    Fui honestamente honesta o suficiente, respondi as suas perguntas? Acho que respondi todas as que foram encaminhadas a mim, pelo menos.

    Você vai ser honesta(o) o suficiente para ler o que eu escrevi com o coração desarmado?

    Paz e Bem a todos

    Sue

  9. Assunção Medeiros

    Ah, Mallmal,

    Bom também dar uma lida no Evangelho, na parte em que Maria vai ao encontro de Isabel e esta sente no ventre a excitação de seu filho nascituro, João Batista, devido à proximidade de seu Salvador, neste momento também apenas um feto no ventre de Sua Mãe. Isabel, que nada sabia a respeito da recente gravidez de Maria, profetiza o nascimento de Cristo e quem ele será.

    A Igreja SABE que a criança no ventre da mãe EXISTE como ser humano completo (a genética também) desde a sua concepção. A reação de João no Evangelho (Lc 1: 39 a 45) é uma situação especial, com certeza – não é todo dia que se recebe o Cristo em sua casa – mas certamente há muitas mães que dirão a você que se comunicavam com seus filhos dentro do ventre.

    Minha cunhada, quando minha sobrinha estava muito inquieta em seu ventre, chamava meu irmão, que conversava com a filha e a acalmava, eles até brincavam juntos, meu irmão dava petelecos na barriga da mulher e a minha sobrinha chutava de volta.

    Alguém ser a favor da eutanásia eu já acho uma coisa tenebrosa, mas alguém tentar distorcer a verdade e transformar uma criança em coisa para poder matar sem perturbar a consciência adormecida, aí para mim é patologia.

    Todos que são a favor do aborto deveriam ter a CORAGEM de dizer que NÂO SE IMPORTAM em matar crianças tão pequenas. Sem tanta desonestidade, por Deus!

    Sue

  10. Ximbó

    A Igreja Católica é, e sempre foi, uma instituição retrógrada. E não só a Igreja Católica não… As suas filhotas também: Batista, IURD, Assembléias, etc…
    Tudo pilantragem.
    Esse Kennedy Alencar é um mentecápto. Não sei como deixam um idiota desses escrever colunas.

  11. Angelo

    Colega Malmall,

    Com religiosos dogmaticos e donos da verdade não se bate de frente. As coisas mais claras e evidentes estão eclipsadas por dogmas seculares e diante de dogmas não há discussão.

    (DOGMA = ponto indiscutivel de uma fé)

    Deixe aos dogmaticos que se chafurdam em sua fé cega filha da cegueira. Querer argumentar com sensatez e bom senso coisas logicas com esse povo é uma grande perda de tempo. Eu que o diga! Quanto tempo tenho perdido questionando dogmas com eles!!

    Mas uma coisa eu sei, pelo menos, creio, isso servirá pra alguma coisa: para amenizar os cismas e fazer que eles entendam o quanto é feio propagar ideias falsas sobre coisas que não se tem o pleno conhecimento de causa. Chamo isso de debate justo! E um debate justo não envolve dogmatismo. A filosofia e a ciencia que nos socorram neste ponto!

    É preciso que esse povo aprenda que existem outras culturas no mundo, que a religião catolica não possui a exclusividade divina, que há uma diferença grande diferença entre instituição fundada por homens e doutrina vinda de fontes fidedignas de revelações espirituais. Ou seja, que a doutrina pode ser pura em seu fundo original, como por exemplo, a moral do Cristo mas que pode ser totalmente desfigurada pelas interpretações descabidas e interesseiras de homens faliveis…

  12. Angelo

    Olha só o discurso de um religioso fanático:

    “É de católicos assim que a Igreja e o mundo precisam. Sem medo de falar a Verdade, sem medo dos politicamente incorrecto, sem medo de testemunhar Aquele que testemunhou de uma forma tão nobre o Seu amor por nós, na Cruz.

    Sempre, contigo, com o Jorge e todos os soldados de Cristo, a combater os inimigos e a lutar pela defesa da Fé Católica. Pela Fé, na Esperança e na Caridade.”

    “Todos, com Pedro, a Jesus por Maria Santíssima!”

    Por favor, troquem as palavras “gloria”, “salvação”, “combate a inimigos”, “rei”, “reino”, “soldados de Cristo” (desde quando Jesus precisou de soldados?)e tantas e tantas outras que lembram poder, mando, combate, luta, voracidade, por outras mais conformes com a mensagem de Jesus, tais como mansidão, compreensão, paciencia, caridade, esperança, perdão… etc porque Jesus não foi nem soberano, nem rei de coisa alguma, nem combatente de exercito e nem precisa de glorias e glorias… Deixem o “Ave Cesar” para os monarcas deste mundo e não para o Cristo de Deus que foi um símbolo de paz e espiritualidade verdadeira…

  13. Leniéverson Azeredo

    “Com religiosos dogmaticos e donos da verdade não se bate de frente. As coisas mais claras e evidentes estão eclipsadas por dogmas seculares e diante de dogmas não há discussão.”

    Não somos donos da Verdade, mas seguimos a Verdade revelada na Bíblia e no Catecismo da Igreja Católica, é diferente de ser dono da verdade.

    “Deixe aos dogmaticos que se chafurdam em sua fé cega filha da cegueira. Querer argumentar com sensatez e bom senso coisas logicas com esse povo é uma grande perda de tempo. Eu que o diga! Quanto tempo tenho perdido questionando dogmas com eles!!

    Mas uma coisa eu sei, pelo menos, creio, isso servirá pra alguma coisa: para amenizar os cismas e fazer que eles entendam o quanto é feio propagar ideias falsas sobre coisas que não se tem o pleno conhecimento de causa. Chamo isso de debate justo! E um debate justo não envolve dogmatismo. A filosofia e a ciencia que nos socorram neste ponto!”

    Não se precisa tomar veneno para saber que faz mal, com o espiritismo é a mesma coisa, se vive com heresias de forma passiva e normal.Você torna a Doutrina Espirita inquestionável, não é honesto o suficiente para fazer um juízo de valor sobre.

    “É preciso que esse povo aprenda que existem outras culturas no mundo, que a religião catolica não possui a exclusividade divina, que há uma diferença grande diferença entre instituição fundada por homens e doutrina vinda de fontes fidedignas de revelações espirituais. Ou seja, que a doutrina pode ser pura em seu fundo original, como por exemplo, a moral do Cristo mas que pode ser totalmente desfigurada pelas interpretações descabidas e interesseiras de homens faliveis…”

    Bobagem, a Igreja Católica é única igreja fundada por Jesus Cristo e fora dela não há salvação.Quanto a falibilidade humana, vc chove no molhado, e, por acaso se está dizendo que o homem cristão católico é perfeito?Acho que não.

  14. Álvaro Fernandes

    Jorge,

    Tu citastes Mateus 18.17 para justificar “pela bíblia” a excomunhão,porém o contexto desses textos isolados(sem o devido contexto) (bíblicos) não trata de excomunhão.

    Por exemplo:

    É só olhar o contexto!

    O irmão que peca contra outro

    15 Ora, se teu irmão pecar, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, terás ganho teu irmão;

    16 mas se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda palavra seja confirmada.

    17 Se recusar ouvi-los, dize-o à igreja; e, se também recusar ouvir a igreja, considera-o como gentio e publicano.

    18 Em verdade vos digo: Tudo quanto ligardes na terra será ligado no céu; e tudo quanto desligardes na terra será desligado no céu.

    19 Ainda vos digo mais: Se dois de vós na terra concordarem acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus.

    20 Pois onde se acham dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
    (…)
    O Apóstolo Mateus no contexto deste texto não trata de excomunhão e sim de contenda entre dois indivíduos.Ele disse que considerasse como “gentio”(nesse contexto Não-judeus) e “publicano” (cobradores de impostos que cobravam altas taxas dos judeus e não eram bem vistos pelos judeus) porque TODO teólogo sabe que o público alvo do evangelho de São Mateus foi os judeus e ele usou expressões judaicas para os judeus entenderem(p.ex:”Sepulcro caiado” era uma expressão que só os judeus entendiam.)

    Quanto ao “argumento” do Ângelo…é apenas mais uma tentativa de alfinetar o catolicismo porque ele não sabe debater honestamente sobre a religião dele(espiritismo)…Tu não és obrigado a concordar com o Jorge,mas ou tu decides debater honestamente apologética ou então tu deves postar sobre outros assuntos…

    Concordo quase em tudo com o Jorge neste debate com o Mallmall….

    Muito bom o debate JorgeXmallmall..os dois possuem boa capacidade argumentativa…

  15. Angelo

    “a Igreja Católica é única igreja fundada por Jesus Cristo e fora dela não há salvação.”

    E assim é que

    mulçumanos

    hinduístas

    budistas

    judeus

    taoistas

    confucionistas

    maometanos

    estão perdidos para sempre, não serão “salvos” e irão eternamente queimar no inferno porque não aceitaram as doutrinas catolicas, mas apesar disto quantos deles não realizam o verdadeiro bem e quantos deles não hajem com humanidade e de conformidade com o que Cristo ensinou!!

    Muitos não são cristãos mas valem mais que qualquer crente fanatico, lunatico e dogmatico.

    Me respondam uma coisa: para Deus o que é realmente mais importante, é o bem que se faça nesta terra ou os dogmas particulares de uma crença???

    Para Deus a superficialidade de rotultos (espiritismo, catolicismo, budismo e tantos ismos) é mais importante que a verdadeira solidariedade, humanidade e bondade?? Será que Deus escolhe o idioma das orações que chegam até ele??? A prece budista é menos valiosa que a catolica ou a prece espirita???

    Não creio nisso porque seria duvidar da misericordia e infinita bondade de Deus que não seria mais parcimonioso que suas criatura faliveis…

  16. Angelo

    O engraçado é que quando vamos tratar de um assunto que exige coerencia e (digo com todas as letras) exige também RACIONALIDADE, e não de dogmas particulares, vemos os crentes ortodoxos fugirem e não terem como argumentar!!

    Vamos lá respondam!

    “para Deus o que é realmente mais importante, é o bem que se faça nesta terra ou os dogmas particulares de uma crença???

    Para Deus a superficialidade de rotultos (espiritismo, catolicismo, budismo e tantos ismos) é mais importante que a verdadeira solidariedade, humanidade e bondade?? Será que Deus escolhe o idioma das orações que chegam até ele??? A prece budista é menos valiosa que a catolica ou a prece espirita???”

    Sinceramente, espero uma resposta estapafurdia e irracional! No minimo, a justificativa virá de algum trecho do AT. (O LIVRO QUE ESTÁ ACIMA DE TODAS AS ESCRITURAS SAGRADAS DA TERRA!)

    PS.: OS LIVROS DO AT TESTAMENTO SÃO PERFEITAMENTE RESPEITAVEIS como o relato da historia de uma unica nação e que no contexto de outras civilizações não poderá ser considerada a dispensadora da total sabedoria e muito menos da “verdade absoluta”

  17. Angelo

    O QUE CONSIDERO IRRACIONAL NA DOUTRINA CATOLICA

    Pregar a “doutrina das penas eternas” (e que não condiz com a misericordia e bondade infinita do Criador);

    Considerar a Biblia como a verdade absoluta e a “palavra de Deus” de uma maneira a fazer os fieis enxerga-la como um todo harmonioso, sem falhas, contradições e plenamente de acordo com os dados positivos da Ciencia que desenvolve suas regras encima do “livro da natureza”;

    Misturar-se a Boa Nova do Cristo com a lei antiga de Moisés chegando ao disparate de se chamarem Cristãos quando sabemos que o termo Cristão em defesa da coerencia deve ser usado para denominar aqueles que realmente seguem os ensinamentos de Jesus e não os de Moisés; (acho que “catolico” está mais apropriado já que indiferentemente a doutrina une judaismo, evangelho e tradição igreijeira num corpo só);

    Explicação: judaismo = segue o antigo testamento dogmaticamente, “religiosamente”; cristianismo = segue os ensinos cristãos: o exemplo e os ensinos de Jesus contidos no NT; Então para que mesclá-los?? Como argumentar dogmaticamente encima de passagens biblicas, ora extraidas do AT, ora do NT como se hoje os cultores da Biblia seguissem a risca todos os preceitos?? Sim, porque, vemos nos preceitos as inumeras leis instituidas no deserto por Moisés que seria barbaridade serem aplicadas hoje!! Então porque algumas são e outras não!! FALTA A RACIONALIDADE, A COERENCIA!! POR FAVOR SEJAMOS SENSATOS!!

    Criar seus dogmas encima de interpretações incoerentes e sem verdadeira reflexão!!

    Colocar no mesmo nível a autoridade de Jesus e a dos pais da Igreja e também nivelar a sabedoria do Cristo divino as do clerigo de todas as epocas;

    Considerar a Instituição Catolica (Vaticano, Igreja, paroquias)acima de tudo e todos sobre a Terra!!
    Dizer que a “casa de Deus” são “templos de pedra, ferro e madeira” (o mais sensato: a Casa de Deus é o Universo!) Ora, Jesus pregava nos bosques, nos vinhedos e pregou nas sinagogas e templos apenas para se fazer notado pelos homens, para ver que ele era o Enviado…);

    Pregar que só existe “salvação” para aqueles que aceitarem LITERALMENTE a figura de Jesus “como Deus e salvador” (e não a sua mensagem, o seu evangelho e que qualquer um, indiferentemente, de cor sexo ou RELIGIÃO pode aplicar em sua vida já que sua mensagem é a expressão mais pura da vontade de Deus entre os homens!)
    Taoistas, budistas, mulçulmanos, hinduistas estão todos fadados ao “fogo do inferno” por não aceitarem o cristianismo (ou seria, melhor dizer, o “catolicismo”?);

    Pregar que a dita “salvação” e “juizo final” só vem pela fé e não pelas obras e assim condenando todos aqueles que mesmo fazendo o bem “ainda não aceitaram Jesus” ! (que absurdo! Renego um Deus que rejeita as preces hindus e dos outros “ismos” e que aceita as preces catolicas sem “pestanejar”!! Que pensamento mesquinho!!!Deus é maior!!);

    Propagar a ressurreição de corpos (cadaveres) já literalmente decompostos e com os elementos já dispersos pela natureza em nome de um hiper-ultra-grande-fantastico-milagrosissimo poder de Deus que “num estalar de dedos e passe de magica” levantará todos os “eleitos” de todas as epocas (imagina!) num juizo “não sei lá das contas” que acontecerá “não se sabe quando”, longe, distante… (ONDE CABERÁ TANTA GENTE, TANTOS CORPOS??? IMAGINE AÍ VOCÊ QUE RACIOCINA: ONDE TERÁ LUGAR PARA TODOS DE TODAS AS EPOCAS DA HUMANIDADE???)

    E tantos e tantos outros que seria fastidioso relacionar…

  18. Angelo

    Jesus entendia “Igreja” como a comum-uniao de seus seguidores e apostolos: era a comunidade em harmonia, amando uns aos outros e não uma INSTITUIÇÃO a ser fundada e que pudesse dominar o mundo!!

    Basta ver as primeiras comunidades cristãs para avaliarmos o quanto o pensamento de Jesus era o da simplicidade, da ternura, da concordia e não a ideia de poder, de dominação como a nivelar-se com outros poderes do mundo tais os de reis e imperadores…

    A casa do caminho dos apostolos de Jesus era uma comunidade que ensinava o evangelho pelo exemplo, amparando, acolhendo os “pequeninos” como Jesus se expressou… era uma casa de virtudes e ação no bem…

    Os primeiros cristãos assim realizavam sua atividade e tinham horror à cruz de roma, até onde sei passavam longe dela… ao invés disso o simbolo maior cristão era o de um peixe que simbolizava a partilha…

    Agora se me consideram um herege por esse ponto de vista isso já não é um problema meu, mas daqueles que assim julgarem(“Os escandalos são necessarios, mas ai daqueles que os pronunciarem”)

  19. admin

    Angelo,

    Antes de qualquer coisa: PARE de floodar! Isto aqui é espaço de debate, e não de tagarelice espírita. E é impossível debater quando o cara está postando milhares de coisas parecidas em vários posts distintos. Controle-se!

    Respondendo sucintamente:

    Querer argumentar com sensatez e bom senso coisas logicas com esse povo é uma grande perda de tempo. Eu que o diga!

    Tu estás falando de ti mesmo, né? Porque não existe nenhuma “sensatez”, “bom senso” ou “lógica” nas baboseiras espíritas que eu questionei aqui.

    É preciso que esse povo aprenda que existem outras culturas no mundo

    Obrigado por nos ensinar o óbvio. Sim, desde que o mundo é mundo todo mundo sabe que existem outras culturas no mundo.

    que a religião catolica não possui a exclusividade divina, que há uma diferença grande diferença entre instituição fundada por homens e doutrina vinda de fontes fidedignas de revelações espirituais. Ou seja, que a doutrina pode ser pura em seu fundo original, como por exemplo, a moral do Cristo mas que pode ser totalmente desfigurada pelas interpretações descabidas e interesseiras de homens faliveis…

    Alto lá! Quem disse, cara-pálida, quem disse? Salvo gravíssimo engano isto são os teus dogmas, né? Quem disse que as coisas são assim? Tu? Por qual motivo eu deveria aceitar os dogmas do espiritismo como se fossem a verdade absoluta?

    Portanto, meu caro, aprenda a diferença entre debater e doutrinar. E, ainda, tenha a decência de não criticar nos outros aquilo que tu próprio fazes!

    “a Igreja Católica é única igreja fundada por Jesus Cristo e fora dela não há salvação.”

    E assim é que

    mulçumanos

    hinduístas

    budistas

    judeus

    taoistas

    confucionistas

    maometanos

    estão perdidos para sempre, não serão “salvos” e irão eternamente queimar no inferno porque não aceitaram as doutrinas catolicas

    Meu filho, não ataque o que você não conhece que isto é muito feio. É MENTIRA que “estão perdidos para sempre” os membros de outras religiões, porque eles sempre podem receber Batismo de Desejo por estarem em Ignorância Invencível. Ao contrário, os espíritas mentirosos que vêm na casa alheia mentir sobre a Fé dos outros, estes sim, vão se perder eternamente caso não se arrependam.

    Me respondam uma coisa: para Deus o que é realmente mais importante, é o bem que se faça nesta terra ou os dogmas particulares de uma crença???

    O bem que se faça nesta terra, é óbvio, o que inclui necessariamente o bem de servir a Deus como Deus disse explicitamente que era para ser servido, porque negar-se a isto é negar-se a obedecer a Deus, coisa que obviamente não é bem.

    Não creio nisso porque seria duvidar da misericordia e infinita bondade de Deus que não seria mais parcimonioso que suas criatura faliveis…

    Não, tu não crês nisto porque tu és um arrogante que se julga capaz de se “melhorar” sozinho, ou então por seres um ignorante que não fazes a menor idéia do que seja a Doutrina Católica (como, aliás, tu já mostraste no comentário anterio). Ou talvez um misto das duas coisas.

    Sobre os demais pontos:

    – As penas eternas são exigidas pela Justiça, como punição infinita proporcional a uma ofensa infinita (o pecado).

    – A Bíblia é para ser lida na Igreja, Esta sim que é a “Coluna e Sustentáculo da Verdade”. A Bíblia é isenta de erros, o que não significa que toda interpretação da Bíblia seja isenta de erros (afinal, estão aí os hereges protestantes para desmentir abundantemente tal tese!) e nem muito menos que todo mundo deva sair lendo a Bíblia e interpretando d’Ela o que quiser.

    – A Boa Nova de Cristo é o cumprimento das promessas judaicas e, se tu não sabes nem disso, tu és um completo jumento em se tratando de Cristianismo!

    – São os espíritas que criam dogmas incoerentes, como já foi mostrado (vida em marte, multiplicidade dos mundos, reencarnação mais elevada que o Evangelho, etc.).

    – Foi Cristo quem fundou a Igreja e deu a Ela autoridade para anunciar a Doutrina, e garantiu que as portas do Inferno não prevaleceriam contra Ela.

    – São os hereges protestantes que pregam que a salvação se dá pela Fé sem obras. Ao contrário, os hereges espíritas dizem que a salvação se dá pelas obras sem Fé. Os católicos ensinamos que ela se dá pela Fé com as obras.

    – Sim, a Ressurreição da Carne era crença judaica que foi explicitamente corroborada por Cristo.

    – Jorge

  20. admin

    Ah, Angelo, PARE de escrever como um louco alucinado, multiplicando as tuas baboseiras em dezenas de comentários ao mesmo tempo!

    Tu vais escrever um comentário de cada vez, mantendo-se no assunto de cada post, e aí vais esperar as respostas e depois respondê-las sem fugir do assunto, e assim sucessivamente. Ulteriores floods irão direto para a lixeira sem que eu nem leia e, portanto, nem se dê ao trabalho de escrevê-los.

    Abraços,
    Jorge

  21. admin

    Álvaro,

    O Apóstolo Mateus no contexto deste texto não trata de excomunhão e sim de contenda entre dois indivíduos

    … que era para ser resolvida pela Igreja (e, portanto, existe uma Igreja com autoridade para dirimir questões) e, se o cara não ouvisse a Igreja, era para ele ser tratado como um gentio (i.e., como o cara que não era judeu, não participava das cerimônias judaicas, não lia nas sinagogas, não sacrificava no Templo, etc.). O paralelo com a excomunhão é evidente.

    Abraços,
    Jorge

  22. Angelo

    Valeu amigo jorge pela parte que me toca!

    Qual é ela mesma??

    “Jumento”

    “herege”

    É dificil um diálogo equilibrado com a ortodoxia reinante que voces seguem… Isso não é de hoje, eu bem sei… Vem de muito tempo… A História está aí e não me deixa mentir…

    Não sei se você observou, mas seus “confrades de crença catolica” também tem feito o mesmo: Colado e copiado, respondendo a torto a direito, escrevendo respostas longas em argumentos ciclicos…

    Mas eu entendo: o fanatismo tem esse lado mesmo, é compreensivel!! Quando ele não consegue “atacar” a ideia, o fanatismo “ataca” os autores da ideia…

    É simples assim…

    O fato é que, graças a Deus, existem pessoas neste mundo “véio” que pensam diferente de você e das doutrinas infantis do catolicismo. Ou será que rebaixando uma ideia sublime tal como a ideia de renovação do cristianismo trazida pelo espiritismo voce esperaria que atraves dos temas abertos em seu blog, somente catolicos se manifestassem dizendo “amém” para as palavras de ordem expressas aqui, tais “a minha fé é que está acima de todas as outras”, os meus dogmas é que são absolutos???????????

    É por isso e por outras coisas que vejo o quanto ainda existe de intolerante e desprezivel no comportamento de tantos catolicos ortodoxos por ai que guardam um “ranço” de outros irmãos em crença, principalmente dos ‘hereges protestantes’ não é mesmo???

    Lembre-se do ensinamento de Jesus:”os mansos possuirão a Terra”

    Ou este outro: ‘o que pronunciar racca de seu irmão será “condenado ao fogo do inferno”

  23. admin

    Senhor Angelo, deixe de conversar besteira.

    Os princípios aqui são simples: o debate é incentivado. A tagarelice impede o debate, logo, a tagarelice é desaconselhada. O senhor escreve dezessete comments enquanto eu estou viajando e todos os dezessete chegam antes que o primeiro tenha sido aprovado, logo, o senhor é tagarela. É simples assim.

    P.ex., neste seu último comentário, o que tem de argumentativo nele? Absolutamente nada. É somente queixar-se de eu ter exigido respostas. Continuo as exigindo, e permanece válido o que eu disse antes: você escreve, espera respostas e depois escreve de novo, possibilitando o bom andamento do debate. Senão, é flood e vai ser apagado sem piedade. Simples assim.

    Ou este outro: ‘o que pronunciar racca de seu irmão será “condenado ao fogo do inferno”

    Muitíssimo palhaço o senhor a me citar versículos bíblicos das Escrituras Sagradas nas quais não acredita! Eu quero saber é o seguinte: de onde o senhor tirou que os não-católicos «estão perdidos para sempre, não serão “salvos” e irão eternamente queimar no inferno»? Você leu isto em algum lugar aqui, ou você inventou uma mentira (e, portanto, um pedido de desculpas é bem-vindo)?

    Abraços,
    Jorge

  24. Ricardo

    Encontrei esse texto e vi que é antigo, mas gostaria de deixar aqui uma pergunta que gostaria de obter a resposta.

    Existe algum documento da Santa igreja que fale explicitamente que os dogmas não podem ser contestados por ninguém? Perdoem minha ignorância, mas realmente não sei. É que conheço um cara que se diz católico mas que diz que isso de não poder questionar é coisa de fanático, que o católico moderno tem que ser crítico, que a Igreja mudou, que a gente não vive mais na idade média etc.

    Eu acredito que haja algum documento que proiba isso e gostaria de mostrar pra ele pra que ele se decida se é católico de verdade e aceita os dogmas sem questioná-los ou se quer ser um falos católico e acabar virando protestante em breve, o que não me parece que vai demorar muito.

    Que o Senhor os guarde de todo pecado nessa quaresma.