Nota aos fiéis sobre a prevenção da gripe A (H1N1)

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 2 dias atrás.

[Fonte: CNBB Regional Nordeste II]

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL – REGIONAL NE 2

NOTA AOS FIÉIS SOBRE A PREVENÇÃO DA GRIPE A (H1N1)

Os fiéis que apresentarem sintomas de gripe devem evitar o comparecimento aos encontros da Paróquia (Missas, reuniões), mesmo em dia de domingo, devendo procurar, o quanto antes, a Unidade de Saúde mais próxima para um diagnóstico seguro sobre o tipo de gripe ou resfriado que têm. Eles poderão sempre unir-se à celebração da Santa Missa através do Rádio ou da Televisão. Os pais devem ter igual cuidado, com relação às crianças da Catequese.

1. Cuide-se, na medida do possível, que as Igrejas e locais de celebrações e de reuniões estejam bem arejados, com janelas e portas abertas.

2. Os Celebrantes e os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão, antes da celebração, devem lavar, cuidadosamente, as mãos e, imediatamente, antes da distribuição da Santa Comunhão, lavar as mãos com o álcool gel, que deverá ser utilizado novamente após a distribuição da Eucaristia.

3. Não se deve receber a Sagrada Hóstia diretamente sobre a língua, mas somente na palma da própria mão. O fiel deve imediatamente levar a Partícula à própria boca, comungando na frente do Sacerdote ou Ministro.

4. Igualmente, não se distribua a Sagrada Comunhão sob as duas espécies, não permitindo que o fiel, uma vez recebida a Hóstia, a molhe no Cálice, nem entregando ao fiel a Hóstia previamente molhada no Precioso Sangue.

5. Sejam omitidos, nas celebrações, o abraço da paz e as orações de mãos dadas.

6. Até segunda ordem, não devem ser enchidas as pias de água benta, nas entradas das Igrejas. As pessoas que desejarem, peçam ao Sacerdote para benzer água, que utilizarão em particular, nas próprias casas.

7. Os Párocos procurem divulgar, nos quadros de avisos das Igrejas e nas Secretarias Paroquiais, as orientações sobre a prevenção da gripe A (H1N1), fornecidas pelas Autoridades Sanitárias.

Estas disposições, de natureza pastoral, estarão em vigor enquanto perdurar o risco de contaminação por esta doença que, – todos desejamos -, seja o mais breve possível. Sobre todos invocamos a Benção e a Proteção do Deus da Vida.

Recife, 17 de Agosto de 2009.

Província Eclesiástica de Olinda e Recife

+ Antônio Fernando Saburido OSB., Arcebispo de Olinda e Recife
+ Paulo Cardoso da Silva OCarm., Bispo de Petrolina
+ Bernardino Marchió, Bispo de Caruaru
+ Adriano Ciocca Vasino, Bispo de Floresta
+ Genival Saraiva de França, Bispo de Palmares e Secretário do Regional
+ Francesco Biasin, Bispo de Pesqueira
+ Severino Batista de França OFMCap., Bispo de Nazaré
+ Fernando Guimarães CSsR., Bispo de Garanhuns
Mons. João Carlos Acioly Paz, Administrador Diocesano de Afogados da Ingazeira

Província Eclesiástica da Paraíba

+ Aldo Di Cillo Pagotto, SSS, Arcebispo da Paraíba
+ José González Alonso, Bispo de Cajazeiras
+ Jaime Vieira Rocha, Bispo de Campina Grande e Vice-Presidente do Regional
+ Manoel dos Reis de Farias, Bispo de Patos
+ Francisco de Assis Dantas de Lucena, Bispo de Guarabira

Província Eclesiástica de Maceió

+ Antônio Muniz Fernandes OCarm, Arcebispo de Maceió e Presidente do Regional
+ Valério Breda SDB, Bispo de Penedo
+ Dulcênio Fontes de Matos, Bispo de Palmeira dos Índios

Província Eclesiástica de Natal

+ Matias Patrício de Macêdo, Arcebispo de Natal
+ Mariano Manzana, Bispo de Mossoró
+ Manoel Delson Pedreira da Cruz OFMCap., Bispo de Caicó

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

11 thoughts on “Nota aos fiéis sobre a prevenção da gripe A (H1N1)

  1. Lívia Guimarães

    Tirando o item 5, que deveria acontecer, independentemente da gripe, me parece que a Igreja vai passar por um grande momento de escuridão. MOmento que eu rogo a DEus que passe logo.

    Meu Deeeeus, o que está acontecendo? Que idéia besta essa de não deixar as pessoas irem à missa!! Como se as mesmas não fosse a outros lugares fechados, como cinemas, restaurantes…
    Quanta ignorância!!!!!
    Quanto à comunhão na boca, deveria alertar às pessoas, para pegarem com cuidado, com os lábios, ou esperar que o padre ponha na boca, e não pegar da mão do padre – como muitos fazem – , e não PROIBIR!

    Maria Santíssima, ajude-nos a passar por este momennto de caos!

    Abraços.
    P.S.: continuarei comungando na boca!!

  2. Francisco Silva de Castro

    Será que vai chegar em Fortaleza? Tenho a alternativa de ir à missa tridentina, isto é, se o bispo não mandar conceder a eucaristia na mão. Deus meu o que faço? Mas há um documento da Santa Sé em que está categoricamente escrito que o fiel não pode ser forçado a receber a comunhão na mão e se for por causa da gripe como é que fica?

  3. Pedro Henrique

    Salve Maria!

    Não sei nem o que dizer…

    Meu coração está transpassado em dor.

    Haja o que houver, continuarei dobrando meus joelhos para receber a sagrada comunhão na boca. Per Regnum Christi ad Glóriam Dei!

    Viva Cristo Rei e Santa Maria de Guadalupe!

    Pedro.

  4. R. B. Canônico

    Aqui em Londrina essa maluquice não durou nem uma semana. E olha que a gripe aqui é coisa séria mesmo, está morrendo muita gente, e gente aparentemente saudável.

    Mas o bom senso imperou na cúria arquidiocesana.

  5. André Víctor

    “Não se deve receber a Sagrada Hóstia diretamente sobre a língua, mas somente na palma da própria mão…”

    Uma desobediencia aos documentos do Magistério da Igreja,… assim, tão gritante, nos leva a refletir… Para desmerecer Nosso Senhor Jesus na Santíssima Eucaristia, se desdobram ao máximo… Para orientar os fieis a reverencia e piedade no povo de Deus… só a muito custo, e se acontecer… (Sic!) Triste!!! Fiquei muito triste hoje quando fui comungar na Santa Missa!!! Meu pároco que até então dizia que tudo isso era “uma tremenda palhaçada”, se entregou a estas falácias… (Sic!) Continuo muito triste com esta situação… Até então comungavamos TODOS em duas espécies e DIRETAMENTE NA BOCA! Ele (meu pároco) já havia até mesmo orientado no domingo de que “o melhor a se fazer para evitar o contágio, por qualquer que seja o vírus, seria receber a comunhão diretamente na boca, pois tocamos com nossas mãos nos bancos, no folheto, no onibus, enfim… em vários objetos ao longo do tempo até chegar a hora da comunhão. E que aqueles que DESEJAREM poderão receber só uma espécie (o corpo) na mão”. E o que vi hoje, foi muito desepcionante!! Triste!!! Muito triste! E olhe que o Bispo não fez nenhum pronunciamento a respeito. Tive contato com ele no final-de-semana e o mesmo me disse “que não iria fazer nenhum ‘alarde’ se a secretaria estadual de saúde não o pedir para tal, pois esta gripe é tão (ou menor) preocupante do que a ‘gripe normal'”.

    Mas não vou aceitar isso de que estão nos impondo ‘arbitrariamente’!! Como fiz hoje,… vou fazer SEMPRE,… COMUNGAREI DE JOELHOS E DIRETAMENTE NA BOCA!!!

    Que Deus tenha misericórdia destes que por preguiça e orgulho DESTROEM TODA A SAGRADA LITURGIA E A PIEDADE E REVERENCIA DEVIDA SOMENTE A DEUS!!!

    André Víctor

  6. Jorge Ferraz Post author

    Duas coisas:

    1. Não existe comunhão na mão na missa tridentina. A recomendação é tão absurda que faz com que, se aplicada à forma extraordinária do Rito Romano, simplesmente, não se possa distribuir a comunhão aos fiéis.

    2. Forma correta de comungar segundo os antigos catecismos: de joelhos, mãos postas, cabeça levantada, língua para fora. Um sacerdote meu amigo disse-me que se toca nos lábios do comungante quando ele vem comungar na boca de cabeça baixa e lingua retraída.

    Abraços,
    Jorge

  7. Emerson

    Eles poderiam começar passando álcool gel na falta de respeito com a liturgia.

  8. André Víctor

    “álcool gel na [cara de pau]” [3]

    Diria mesmo pra passar álcool gel na ‘cara de pau’ pois muito provavelmente deva estar com um vírus muito mais letal que este da gripe ‘suina’: é o vírus da soberba de querer profanar Nosso Senhor na Sagrada Eucaristia, descaradamente e utilizando um argumento RIDICULO!!! Estes sim, tem que passar bastante álcool gel, pois numa superfície de madeira (cara de pau) deve ser bastante simples se acumular muito sugeira… vírus da falta de reverencia e respeito… da falta de piedade!!! (Sic!)

    André Víctor

  9. Taiguara Fernandes

    Absurdo.

    Continuo e continuarei dobrando meus joelhos e recebendo comunhão na boca.

    Prefiro não comungar a ter que fazer algo que irá contra minha consciência.

    Não sei onde nossos Bispos estão com a cabeça, mas na Igreja não é.

    []s!

  10. Magna

    Precisamos fazer alguma coisa!

    Uma pergunta: porque não tem uma assinatura da Santa Sé neste documento? Não seria necessária?

    Já falei com alguns sacerdotes, e eles disseram que se recusariam a dar a Sagrada Comunhão por ordem superiores.

    É triste! Muito triste!