Os ETs de 14 de outubro

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 10 meses 9 dias atrás.

Descobri por acaso que os dois primeiros posts em português do “Top Posts from around WordPress.com” referem-se a um fato iminente: vai ocorrer amanhã. O post que encabeça a lista dos TOPs é do dia 18 de setembro, e intitula-se “OVNI em 14 de outubro de 2008”; não tem absolutamente nada, só um vídeo do youtube. E, neste vídeo de seis minutos, regado a “música de ETs” e a imagens de naves espaciais, está a mensagem reveladora.

Começa: a canalizadora australiana Blossom Goodchild está em contato há muitos anos com uma entidade que se autodenomina “Federação da Luz”. O meu primeiro impulso foi achar que era alguma maluquice espírita (sabe Deus o que é uma “canalizadora”), mas fui procurar o site da tal Blossom Goodchild e descobri que Blossom é uma mulher:

Blossom Goodchild é uma médium profissional de “linha direta” (direct voice) que trabalha canalisando espíritos e energias cósmicas [ou “energias espirituais e cósmicas”]. Ela tem canalizado o Espírito Nativo Indígena Americano “Nuvem Branca” há sete anos, e partilha suas mensagens de Amor Incondicional por meio de leituras pessoais e reuniões de grupo.

Pelo que dá para entender da insanidade, portanto, “canalizadora” é uma espécie de médium, e o meu feeling inicial estava correto. A mensagem diz que uma “nave espacial” da tal “Federação da Luz” vai aparecer na Terra – mais precisamente, no Hemisfério Sul – e ficar visível “de forma bastante clara” por três dias. Não há, entretanto, motivo para pânico, porque os ETs vêm “em amor”. Qual a relação entre os ETs e a mediunidade, sabe-o Deus; aquele negócio de projeto SETI parece ter ficado ultrapassado, e a moda agora é comunicação por canais mediúnicos.

Mas o que é realmente bizarro é quando, lá pelos quatro minutos de vídeo, a tal Federação diz: nós temos plantado e regado algumas sementes de verdade no seu planeta em preparação para estes dias. Sementes de Verdade! Plantadas pelos extraterrestres em nosso mundo! Eram os deuses astronautas? Será que os ETs são católicos? Segue a mensagem: o véu será removido. Desengano-me; o véu já foi rasgado há dois mil anos, de modo que não há mais nada para se remover, e qualquer promessa neste sentido é vã e enganadora. Um nonsense envolvido em terminologia religiosa, eis tudo.

Canso-me do blá-blá-blá, olho o relógio: passa das onze. Em muitos lugares do planeta, já é dia 14; vou à janela, olho pro céu. A única coisa claramente visível é a lua cheia, sem dúvidas bonita – se calhar, um espetáculo até mais bonito do que o desfile das supostas naves espaciais. Acho que a Goodchild vai precisar arranjar outro emprego. Boa noite.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

0 thoughts on “Os ETs de 14 de outubro

  1. Johnny Garden

    franc,

    Quando você fala:
    (aspas gigantes “””
    Eis a sua opinião a respeito do Catolicismo! Essa é a sua visão da Igreja Católica! Essa é a sua “verdade”!
    No doce das palavras, o espiritismo esconde o fel da mentira… o diabo parecia dócil enquanto tentava Jesus no deserto, não é? “””” fecha aspas gigantes)

    preciso te contar que desisti de ser católico aos 15 anos. Só comecei a me denominar espírita aos 37. Então não há “o diabo parece docil”…isso é história cara. Acorda. O mundo está aí. Estão matando pessoas, fazendo o certo e o errado e você acha que eu estou que nem você, fingindo ser alguma coisa?

    Acho o catolicismo ruim, sim, se quiser ouvir põem a orelha na tela e ouve, pô. Vai viver sua vida sob Bento XVI, nem vou dizer o que acho dele, e me esquece.

    Estou fora dessa máfia que me acusa de pecador e não tem uma resposta decente para quem sofre, pra quem ora. A pergunta é “ora pra quem? Ah, então não é conosco”‘

    Leia o Livro dos Espíritos, o começo, que fala de Deus. Ache uma vírgula errada.

  2. vanderley

    “Vanderley, você tem certeza que não tem dislexia?
    se não tem… aí não tem jeito!
    Você não sabe ler ou não tem compreensão do texto.
    Caramba, se você não é dislexo, não é muito provido de inteligência.”

    Pouco inteligente Sandra !!

    Você como suposta “catequista” sequer conhece a

    Doutrina da Igreja e vem chamar-me de dislexo.

    Se entendesse alguma coisa da doutrina da Igreja,
    não escreveria as baboseiras que você, normalmente, escreve.

    Que horror !!

    Além de comunistóide, não inteligente, virou espírita ??

    “má-fé gerada pelo ódio fundamentalista”

    É apenas FÉ, na Igreja e na sua doutrina.

    Basta-me Jesus e sua Igreja !!

    Fé fundamentada. Eu estudo o que a Igreja ensina.

    Aproveite e faça o mesmo; evitaria a sua demonstração

    de ignorância (ou será incapacidade?).

  3. vanderley

    Johnny Garden:

    “a palavra de Deus é pregada no centro espírita, no culto evangélico, na missa católica, etc.”

    Infelizmente, não concordo contigo.

    Caso queira conhecer melhor o que a Igreja pensa do

    Espíritismo, recomendo-lhe o livro

    “Espíritismo, Orientação para Católicos”
    de D. Boaventura Kloppenburg.
    Ed. Loyola.

  4. sandra nunes

    Vanderley, seu fanatismo é burro.

    Se você não tem parentes que professam outras religiões, vou fazer o que?
    Eu tenho e os respeito. E nada impede que cada um viva em paz e harmonia.
    Realmente você não é dislexo.

  5. sandra nunes

    Vanderley, sua inteligência, não permite que entenda o seguinte:
    quando meu filho Gabriel se converteu ao Kardecismo, ele me trouxe alguns livros.
    Li o “Livro dos Espíritos” ” O Evangelho segundo o Espiritismo” e “Nosso Lar”
    Eu os li, achei-os interessantes.
    Todavia, não o suficiente para me afastar do Catolicismo.
    Depois li “violetas na janela” e achei muito fantasioso, muito surrealista. Sinceramente me parece que foi feito para ser roteiro de filme ou teatro.
    Também li o “Alcorão” e nem por isso virei muçulmana.
    Acredito, que conhecimento não faz mal a ninguém.
    Pena que você, não consiga entender o que é isso.

  6. Johnny Garden

    Sandra,

    também achei Violetas na Janela muito fantasioso, fraco mesmo. Inclusive expressei essa opinião para alguns amigos espíritas e conversamos a respeito, tudo numa boa já que podemos expor nossas opiniões sem sermos considerados errados por isso.

    Li os outros 3 que citou e os achei bem consistentes, principalmente o Livro dos Espíritos.

    Achei muito interessante que você tenha lido o Alcorão, gostaria de ter lido ao menos parte para me situar melhor na interpretação de contextos relativos aos muçulmanos. Conhecimento é sempre bom.

    Não acredito que alguém “troque” de religião apenas lendo um livro. O normal é, caso aconteça, abandonar uma crença por não se sentir mais ligado a ela e, com a necessidade de tomar um caminho espiritual, com o tempo abraçar outra.

    Na realidade a grande parte do povo brasileiro é assim: canta as músicas do Padre Marcelo, lê Violetas na Janela, assiste um trecho do programa evangélico na TV, atira flores para Iemanjá e se benze com arruda.

    Quem sou eu para dizer que estão errados? Tem suas próprias vidas e são Filhos de Deus.

    Um abraço, Sandra.

    Johnny

  7. franc1968

    Johnny,
    fizemos caminhos inversos. Antes de conhecer a riqueza do catolicismo, bati cabeça no espiritismo. Já li os livros do Allan Kardec e posso lhe dizer com toda a certeza: são bobagens, engodos, com rombos gritantes de lógica. A sua agressividade não me comove, pois aprendi na prática que convencer um espírita de seus erros é quase uma perda de tempo.
    Continuo o desafio: apresente-me as idéias kardecistas e tente mudar a minha opinião…
    Máfia? Você disse que a Igreja é uma máfia? Você há de prestar contas de suas palavras perante Deus…

  8. Johnny Garden

    franc,

    não adianta. Posso reescrever seu e-mail trocando os personagens:

    “fizemos caminhos inversos. Antes de conhecer a riqueza do espiritismo, bati cabeça no catolicismo. Já li os livros do Allan Kardec e posso lhe dizer com toda a certeza: não são bobagens nem engodos, tem consistência lógica. A sua agressividade não me comove, pois aprendi na prática que convencer um católico de seus erros é quase uma perda de tempo.”

    Está vendo? Não adianta. São pontos de vistas diferentes.

    Se você já eu o Livro dos Espíritos não adianta eu lhe apresentar idéia alguma. E mesmo que não tivesse lido não o faria pois sei que seria infrutífero, vocês distorcem muito as idéias mais simples para “manter a primazia da Igreja Católica”.

    Eu não quero te convencer a ser espírita, franc. Acho errada essa “apropriação indébita” de Deus que vocês fazem. É injusto para bilhões de pessoas que seguem outras religiões.

    Todos nós vamos responder por nossos atos nesta vida. Além disso, não chamei Deus de mafioso, chamei a Igreja Católica, estrutura humana, de mafiosa. Não deveria ter dito isso pois não quero magoar outros católicos mais tolerantes e de bom senso. Peço desculpas pelo ataque mas também não nego que penso assim.

    Um abraço,

    Johnny

  9. vanderley

    “Vanderley, seu fanatismo é burro”.

    Fanatismo ?? Onde ?

    Jesus falou”

    “Eu sou o CAMINHO, A VERDADE e a VIDA”

    Pronto. Basta-me !

    Como católico isso já é o suficiente !

    Recomendo-lhe, novamente, aprenda a doutrina

    católica.

    Será que preciso explicar a frase acima de Jesus para

    você ?? Você não é catequista há 25 anos ??

    Jesus estão dizendo EU.

    Ele não está dizendo o Maomé,o Kardec, o Buda, etc.

    Conhecimento não faz mal a ninguém, desde que você

    conheça a sua propria fé; o que não é teu caso.

    Você é uma relativista.

  10. Léo

    Caro Johny,

    Inicialmente, vendo sua resposta ao franc, pensei em nem responder. Veja bem o que você disse:

    “Acho o catolicismo ruim, sim, se quiser ouvir põem a orelha na tela e ouve, pô. Vai viver sua vida sob Bento XVI, nem vou dizer o que acho dele, e me esquece.

    Estou fora dessa máfia que me acusa de pecador e não tem uma resposta decente para quem sofre, pra quem ora. A pergunta é “ora pra quem? Ah, então não é conosco”‘

    Bom, acho triste que você pense assim, e posso dizer que você nos ofende falando dessa forma neste “fórum”, que é Católico. Mas, enfim, prossigamos. Vou comentando ponto a ponto, algumas coisas não comentarei para o meu texto não ficar ainda mais confuso. Se quiser que comente, é só falar depois.

    Você disse:

    “Realmente os erros que você citou são realizados por pessoas mas a Igreja é feita de pessoas …” .

    Sim, a Igreja é feita de pessoas, mas é justo você dizer que a Igreja erra quando ela, através do Sagrado Magistério, determina uma coisa e as pessoas fazem o oposto, seja por má fé, seja por ignorância, enfim, as pessoas fazem errado.

    Continua:

    “Você sabe que houve proteção, o chamado corporativismo, isso ninguém nega. Então há um erro da instituição.”

    Não, eu não sei. Você sabe? Viu provas? Ou ouviu falar, viu na mídia (mídia anti-católica, é claro)? Definitivamente, não dá para julgar só por “ouvir falar”. Os casos nos quais há provas estão sendo apurados, há presos, há indenizações. Como eu falei, existe o erro e ele deve ser punido. Mas não dá para acreditar em cada uma das acusações. Quantas pessoas, por motivos diversos, acusam Padres por aí só por alguma mágoa?

    Continuando:

    “Quando relaciona a minha frase de que “a igreja já mandou no mundo” com minha atual condição espírita você se engana. Deixei de ser católico aos 15 anos e me considerei espírita aos 37. Portanto não há ligação entre uma coisa e outra.”

    Não me lembro de ter feito essa relação. Tentei dar uma olhada no meu comentário e não encontrei.

    Outra parte:

    “Outro ponto que devo comentar em seu comentário é sobre a pedofilia. Evidentemente padres são agentes desse mal, concordo que uma minoria, mas acredito que isso devesse ser estudado relacionando a pedofilia com homossexualismo e com o celibato dos sacerdotes. Sem hipocrisias, coisa que não acredito.

    Quanto ao catecismo, o que eu aprendi foi “PECADO”. A culpa do pecado. A subserviência pelo pecado. Nunca ouvi a seguinte frase, na crisma ou no catecismo: “pense. Raciocine.” Deus nos deu este cérebro excelente que nenhuma máquina conseguiu imitar e dificilmente conseguirá. Para que? Para não pensar?”

    Junto as duas partes para falar do preconceito aliado à má formação. Como eu já comentei, existem diversos casos de “católicos” que deixaram a Igreja por má formação. E o preconceito, onde entra? Mesmo entre os “católicos” (sim, entre aspas, considerados “católicos de IBGE”, aqueles que só se dizem católicos mas não sabem nem que existe um livrinho amarelo chamado Catecismo da Igreja Católica), há preconceito com relação à Igreja. A partir desse preconceito, que é muito veiculado pela mídia, passam a tratar a Igreja como uma instituição puramente humana, coisa que ela não é. E, então, passam a achar que erros são acobertados, que celibato é causa de pedofilia (há textos, textos e mais textos refutando isso) e outras coisas mais.

    Sendo mais específico com relação à segunda parte: pegue o Catecismo da Igreja Católica (o “tal” livrinho amarelo) e comece a ler. Leia encíclicas dos Papas. Você vai ver que o que a Igreja ensina é muito diferente do que isso que se vê em muitos “catecismos” por aí. O meu catecismo e o meu curso de preparação para o Crisma não chegaram a ser como os seus mas, hoje, eu vejo que foi perdida uma grande oportunidade de evangelizar, já que aprendi praticamente nada.

    Sobre a sua pergunta final, eu respondo que não cabe a mim dizer quem é melhor. Mas, pelo outro comentário que você fez e que inicia este meu, já deu para perceber o que há por trás da sua pergunta: uma certa aversão ao Papa Bento XVI. Imagino que você deva achá-lo um conservador e outras coisas piores, já que é isso que a mídia divulga. Pois eu digo que nós, Católicos (não os de IBGE), o amamos, e sabemos que a escolha do Papa é inspirada pelo Espírito Santo (e não uma escolha política, como querem fazer parecer). Assim, não há “melhor” ou “pior”, já que nossa análise não é puramente humana. Com o seu jeito, guiado pelo Espírito Santo, ele conduz a Igreja de acordo com suas necessidades do momento, levando em consideração a Doutrina Perene.

    Finalizo comentando o que você disse ao franc: “… não tem uma resposta decente para quem sofre, pra quem ora” só mostra que, assim como muitos “católicos”, a real formação que você recebeu é praticamente nula, e isso foi a causa do seu afastamento, afinal, essas respostas existem e são, sim, satisfatórias. Basta procurar no lugar certo, e com boa vontade.

    E peço desculpas por uma possível confusão no texto. São assuntos diversos, e posso não ter sido claro o suficiente.

    Abraços e fiquem com Deus,

    Léo

  11. Johnny Garden

    Caro Léo,

    peço desculpas se o ofendi. Franc1968 é mais agressivo nos comentários, você é mais cordato. Não gostaria de ofender você nem a ninguém neste fórum que realmente é democrático. Acontece que muitas coisas que escrevem são agressivas e acabei revidando da mesma forma, o que não é meu normal.
    Considerei muito sua atenção ao escrever. Obrigado. Prefiro relações cordiais do que explosivas. As discussões não fazem bem nem a mim nem a vocês. Entretanto gosto de me situar no mundo onde vivo. Assim como este blog tenho lido (se bem que, é verdade, não comentado) blogs de outras religiões. Tenho formação em jornalismo (e em informática), uma certa curiosidade a respeito do que ocorre. E a religião é parte de nossas vidas.
    Já que aceita que comente, o que agradeço, com respeito a Igreja feita de pessoas, não acredito que o Papa ou o Sagrado Magistério sejam mais do que pessoas. Podem definir regras que, com o passar do tempo, não tenham nada a ver com a realidade. Nada a ver, neste caso, significa, “o contrário do que a realidade humana mostra, vive, necessita”. E são humanos indicando o caminho contrário da realidade humana.
    Quanto ao corporativismo, não “vi” provas mas que padres com acusações graves eram simplesmente transferidos – não vi nenhum questionamento da Igreja a respeito – eram. Sinceramente, Leo, tenho 2 filhos, não pretendo que façam catecismo e não gostaria nem um pouco se entrassem para um grupo de jovens católico ou evangélico. Acredito que essas doutrinas tolham a liberdade intelectual num momento de desenvolvimento, o que é perigoso.
    Se, pessoas feitas, quiserem seguir o catolicismo, bom para eles, não há nada de errado. Mas há uma fase onde o discernimento pessoal é muito importante.
    Quanto a frase sobre “a igreja tem mandado no mundo e …” posso ter confundido com o comentário do franc.
    Considero a Igreja católica, como todas as outras religiões, puramente humanas, já que as “provas” de qualquer contato não humano depreende uma simpatia pela religião. Por exemplo, os espíritas acreditam em mediunidade. Mas só os simpáticos aos espíritas acreditam. Então não vale. Tenho o mesmo peso e a mesma medida. Eu acredito em algo mais mas outros, de outras religiões, não tem porque acreditar.
    Realmente não tenho simpatias pelo Papa Bento XVI. No espiritismo tem um detalhe de que não há sacerdotes, nem hierarquias, então você tem de acreditar pelo que você entende, estuda, percebe, e se isso te fizer bem, ótimo.
    Como ex-católico não acho que o Papa está errado. O catolicismo mais – não quero usar radical – exigente, quase fundamentalista é o que prega. Só acho que não é o que a maioria dos católicos vivem. Os que acho que chamam de relativistas. Se a Igreja achar que ser 100% Papa XVI é bom mesmo que mais pessoas abandonem o catolicismo por falta de afinidade, o que vou dizer? Só acho difícil forçar atitudes a uma maioria que não concorda com itens muito importantes de suas próprias vidas.
    Tive uma péssima instrução católica sim. O catecismo para mim era um castigo, 2 anos, 2 horas por semana, nunca vou esquecer. Os padres se esquivam de perguntas. A crisma foi mais avacalhada. Mas mesmo depois continuei lendo, perguntando, pesquisando, e nunca encontrei respostas. Encontrei “linhas de conduta”, que não são respostas e que te condenam se você não as segue. Tipo os últimos assuntos deste blog. A forma como se referem a gays. As idéias sobre filhos. As idéias sobre educação – escolas de freiras. Não quis mais comentar porque estava me fazendo mal mas pelo amor de Deus, Leo, para quem não é católico ou é “católico do IBGE”, como você disse, 98% da população, são idéias parecidas com as de mórmons, que não usavam a luz elétrica porque Deus não permitia.
    Difícil alguém que não tem filhos – a moçada do blog, os padres, o Papa – ditar como e quando ter filhos.

    Bom, agradeço sua boa vontade. Que Deus esteja também com você.

    Um abraço,

    Johnny.

  12. Presciliano Neto

    Olá, Jorge,

    Agradeço o link para o SETIBR no “projeto SETI” do seu post e informo que nosso novo endereço é http://www.setibr.org.

    Considerando que tivemos alguns acessos oriundos do seu blog, aproveito para informar aos possíveis interessados (após lerem o democrático e algumas vezes acalorado debate acima e chegarem neste comentário) que, além da busca de sinais de vida inteligente através de sinais de rádio, o SETIBR participa de outros projetos científicos através do BOINC, por exemplo o World Community Grid, que pesquisa a cura para doenças como câncer, AIDS e dengue.

    Existem ainda vários outros projetos de Astronomia, Física, Matemática, Biologia, Medicina, etc.

    Ou seja: independente da religião, todos podem doar a capacidade de processamento ociosa de seus computadores para ajudar a ciência :-)

    Abraço,

    Presciliano

  13. Pingback: Portal » Blog Archive » 6. TRANSFUSÃO SE SANGUE EM TESTEMUNHAS DE JEOVÁ