O bufão da Globo

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 5 meses 19 dias atrás.

Eu não ouvi – graças a Deus, e para a preservação da minha boa noite de sono – as besteiras que o Arnaldo Jabor falou ontem no Jornal da Globo. Só hoje fiquei sabendo que, para honra e glória de Nosso Senhor e desta terrinha de onde eu escrevo estas linhas, o escolhido de ontem para ser o objeto da fúria do comentarista da Globo foi Dom José Cardoso Sobrinho, Arcebispo fiel da Igreja de Deus, de quem eu tenho a imerecida graça de ser súdito indigno. Que grande honra! Ser atacado – em rede nacional – pelo Arnaldo Jabor no Jornal da Globo não é para qualquer um.

Lembro-me de que, há quase quatro anos, quando o Santo Padre João Paulo II estava doente, o comentarista mal-assombrado apareceu na madrugada para pedir a “eutanásia” do Papa. Lembro-me de que, no mês passado (registrei até aqui como um p.s.), esta excrescência pseudo-jornalística veio falar mal de Bento XVI. Se, ontem, foi Dom José o alvo da sanha doentia do Jabor, eu só posso dar graças a Deus porque o meu Arcebispo está em muito boa companhia – em verdadeira comunhão efetiva com o Santo Padre, até mesmo na lista negra dos inimigos da Igreja!

Não consigo ouvir o link da CBN, mas a fala do comentarista da Globo está transcrita aqui (na íntegra, eu suponho). Já começa o bufão evocando imagens (para ele) odiosas: “lá do fundo da idade média, este arcebispo (…)”. Deixando claro desde já – e prescindindo de qualquer argumento para isso, por meio do simples efeito mágico dos chavões que ele bovinamente repete – que Dom José é uma pessoa retrógrada e ultrapassada, e que ele – o Jabor – é o Arauto do Novo Século, o porta-voz da esperança contra o obscurantismo, o profeta que anuncia a derrocada da Idade das Trevas. Idade das Trevas! E quanto a este século no qual vivemos, onde se permitem que crianças sejam brutalmente assassinadas, e o crime horrendo, longe de ser planejado e executado às ocultas, é realizado à luz do dia, sob os holofotes da mídia, e saudado como um sinal de progresso pelos comentaristas da Rede Globo et caterva? Do que poderemos chamá-lo? A alcunha da qual se utiliza o Jabor como epígrafe do seu cretino comentário carrega em si uma completa inversão de valores que se transformou em senso comum graças à maciça propaganda anti-clerical (principalmente) das últimas décadas. “Do fundo da idade média”! Arnaldo Jabor não quer fazer uma análise razoável dos fatos, ele não tem capacidade para isso. Ele quer debochar, zombar, escarnecer: assume algumas posições a priori (coisas como “a Igreja é retrógrada”, “viva o aborto”, etc. – tudo isso não é dito expressamente, mas está subjacente ao discurso jaboriano), exime-se de apresentá-las ou justificá-las, e passa a tecer o seu discurso baseado nessas premissas (não tão) ocultas. Que credibilidade merece esse sujeito?

E começa o show de cretinices, entre mentiras e insinuações, entre meias-verdades e inverdades completas: “leis de Deus feitas por homens”, “queimaram Santa Joana d’Arc”, “João Paulo II era progressista”, “Bento XVI não ama os desvalidos” (complemento óbvio do pensamento dele, ao falar sobre João Paulo II), “os olhos frios de Bento XVI”, pedofilia entre padres, negação do holocausto… é um excelente compêndio dos chavões mais caducos e mais rasteiros que os inimigos da Igreja propagam por aí. Tem o mérito o Jabor de fazer a coletânea; ao que parece, contudo, ele não é capaz de identificar a natureza do excremento que manipula.

Termina o profeta fantasmagórico com uma das maiores pérolas da hipocrisia televisiva moderna que eu já tive o desprazer de encontrar:

Os excomungados de Olinda não devem ter medo. Deus está vendo e está com eles.

Certamente não está com esse inquisidor, o arcebispo José Cardoso Sobrinho.

Ah, claro. Uma pena que age no foro externo, como a excomunhão, não pode ser aplicada porque o “carrasco” é imediatamente acusado de ser um inquisidor surgido sabe-se lá de quais profundezas da Idade Média. Agora, o comentarista se arroga o direito de invadir o foro interno e julgar com quem o Todo-Poderoso está e com quem Ele não está, exprimindo a própria infalibilidade com a sentença que começa por “certamente”. “Certamente” Deus não está com o Arcebispo; assim falou o enviado dos Céus, o Porta-Voz do Altíssimo:  Jabor locuta, causa finita! Cometendo – em uma escala infinitamente maior – o mesmo pecado do qual acusa o Arcebispo de Olinda e Recife, o comediante da Globo revela – uma vez mais – que não passa de uma grande piada. Será possível que ainda haja gente acreditando que dá para levar este palhaço a sério?

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

146 thoughts on “O bufão da Globo

  1. Lígia Beuttenmuller

    Carlos

    KKKKKKKKKKKKKKK, vc já leu a Veja On-line e os jornais dessa madrugada, eu já!
    Agora todas as mídias são contra a Igreja Católica, kkkkkkkkkk
    Esse caldeirão ainda vai ferver muito.

    Acredite, nem todo mundo vê o que se passa ao seu redor por uma fresta.

    O documento, que tem o título «Orientações para o uso das competências da PSICOLOGIA na admissão e formação dos candidatos ao sacerdócio», foi preparado durante seis anos e aprovado pelo papa Bento XVI.

    Essa notícia está no http://www.psicologia.com.pt/noticias/ver_noticia.php?codigo=NO01184

    Vc leu essa notícia?Claro que não!!!!!

    Está vendo como a falta de conhecimento concorre para vc incluir o Papa Bento XVI nessa sua frase?: Cuidado com a excomunhão, viu?

    “Não é à toa que essa falsa ciência nunca curou ninguém de nada. Só cria mais histéricos e fracos, que ficam cada vez mais dependentes de quem fique lhes ouvindo os murmúrios do inconsciente. Quanta balela! E quanto trouxa cai nessa esparrela!”

    O Papa acreditou nessa ciência para identificar a sexualidade do candidatos a Padre.

    Continuo desconfiando de algumas certezas, ( das minhas e das dos outros) senão não teria achado esse primor de reportagem para combater as suas certezas quanto a Psicologia.

    Nota: Escrevi no Fórum do Diário de PE sobre a reportagem que saiu sobre o D. José.
    Será que o DP é também contra a Igreja Católica?
    http://www.diariodepernambuco.com.br/2009/03/15/urbana8_0.asp#

  2. Lígia Beuttenmuller

    Carlos,

    “A diferença é que no sacramento da confissão o fiel normalmente sai curado de suas neuras e ademais perdoado por Deus. Já o paciente do psicanalista sai do divã cada vez mais neurótico e dependente da próxima sessão…
    Mas chega de falar desse fulaninho, que isso é gastar vela com defunto ruim.”

    Como vc insiste!

    Se essa sua interpretação do sacramento da confissão fosse verdadeira, os hospícios não teriam serventia. Isso livraria o governo de gastar tanto para recuperar os mentalmente doentes.

  3. Ângela

    Meu “espírito crítico” nasce da leitura vasta que faço nos livros e na Internet.”

    É dona Lígia, dá para ver como a senhora “usa bem o seu tempo”. O resultado é que a senhora é de uma mediocridade ímpar. Nem sequer é original.

    Deveria repensar suas leituras, e quanto ao seu tempo usá-lo melhor.
    É só uma sugestão…

  4. Jorge Ferraz

    Lígia,

    Esse Jornal que o Monsenhor Salvatore Rino Fisichella escreveu esse artigo ontem, pertence ao Vaticano?

    “Pertence” ao Vaticano em que sentido? Sim, é um jornal do Vaticano.

    Mas o veículo oficial de divulgação de documentos da Santa Sé é o Acta Apostolicae Sedis.

    Abraços,
    Jorge

  5. Carlos

    Dona Lígia,

    Se toda a mídia está contra a Igreja Católica, isso só nos enche mais ainda de orgulho.

    A senhora, claro, está do lado da mídia, nadando a favor da corrente… Fácil, não?

    É que assim a senhora fica dispensado do sacrifício de pensar por conta própria, coisa que para a senhora deve ser bem desgastante. Deixe que o Jabor pense. A senhora, como papagaio bem amestrado, só repete, tá?

    Dona Lígia, às vezes a senhora me mata de vergonha! Confundir Psicologia com Psicanálise!? Dona Líga, por favor…

    E olhe que outra besteira a senhora escreveu:

    “Se essa sua interpretação do sacramento da confissão fosse verdadeira, os hospícios não teriam serventia. Isso livraria o governo de gastar tanto para recuperar os mentalmente doentes.”

    Deixe de falar tanta asneira, dona Lígia!

    A senhora sabe muito bem que a imensa maioria dos internados em hospício não eram católicos praticantes.

    A maioria ali vem de seitas malucas, como o neopentecostalismo e o espiritismo. Outros estão ali porque se acham “deusinhos”, ou porque cultivam um pensamento contraditório, dizendo, por exemplo, que tem dúvidas das próprias certezas, o que deve dar um nó górdio nos neurônios.

    Cuidado para não ir parar lá também…

    Um abraço.

    Carlos.

  6. Lígia Beuttenmuller

    Carlos,

    Realmente não dá para conversar.
    Vc insiste nos mesmos pontos fugindo dos que questiono. Eu desisto! A história contará nossas versões.

    Para o seu entendimento Psicologia é a ciência que estuda os processos mentais (sentimentos, pensamentos, razão) e o comportamento humano e animal.

    A Psicanálise é ao mesmo tempo um modo particular de tratamento do desequilíbrio mental e uma teoria psicológica que se ocupa dos processos mentais inconscientes; uma teoria da estrutura e funcionamento da mente humana e um método de análise dos motivos do comportamento; uma doutrina filosófica e um método terapêutico de doenças de natureza psicológica supostamente sem motivação orgânica. Originou-se na prática clínica do médico e fisiologista Josef Breuer, devendo-se a Sigmund Freud (1856-1939) a valorização e aperfeiçoamento da técnica e os conceitos criados nos desdobramentos posteriores do método e da doutrina, o que ele fez valendo-se do pensamento de alguns filósofos e de sua própria experiência profissional.

    FUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!

    E não adianta dizer “já vai tarde” ( é do seu feitio) . Como já sei da resposta não volto aqui para lê-la.
    Estarei no JC e no DP . Lá as pessoas são imparciais, analisam os fatos, dão a sua opinião e não ficam nessa de estar confrontando comentários como se fosse uma arena.

  7. Carlos

    Adios, Dona Lígia.

    Até que foi divertido, enquanto durou…

    E, apesar de tudo, parabéns! A senhora resistiu até um pouco além do que eu esperava.

    Vá se consolar lá no tal do JC e no DP (seja lá o que for isso). Certamente ninguém lá vai contestá-la e a senhora poderá continuar se iludindo, achando que tem argumentos ótimos e originais a favor do aborto.

    Será que a senhora realmente vai resistir e não vai voltar aqui para dar uma espiadinha?

    Duvido.

    Como sei que a senhora vai voltar, um último recado:

    Apesar das nossas divergências, desejo sinceramente que a senhora se converta um dia e se torne uma boa filha da Igreja.

    Vá em paz, Dona Lígia.

    Um último abraço.

    Carlos.

  8. gabriel h.

    Parecer médico sobre aborto ocorrido em Recife
    Segunda-feira, 16 Março, 2009 at 11:13 | In Bioética / Defesa da Vida | No Comments
    Tags: aborto, Alagoinha, defesa da vida, Dra. Elizabeth Kipman Cerqueira, gêmeos, Pernambuco, Recife, vida

    Dra. Elizabeth Kipman Cerqueira, ginecologista obstetra, dá seu parecer sobre aborto ocorrido em Recife:

    “Meus amigos,

    – Todo o fato é terrível — não é isso que se está discutindo — porém acho importante fazermos algumas reflexões pois o aborto não era a única nem a melhor solução:

    a) Devem ter usado Cytotec (?) — que tem protocolo muito claro para tratamento de úlceras gástricas — não há experiência suficiente de seu uso em meninas de 9 anos grávidas (mesmo que tenham usado outra droga — sempre se está atirando meio no escuro pois é de se convir que é raro uma gravidez gemelar aos 9 anos) — portanto houve risco na indução do aborto;

    b) A menina não corria risco de vida agora — não havia esta pressa nem indicação de intervenção no momento para salvar a sua vida;

    c) De onde vem a estatística que ela corria o risco de 90% de morte ou de qualquer outra %? Estatística deve ser registrada em trabalho médico de pesquisa e com amostragem significativa para ter valor;

    d) Haveria possibilidade que tivesse parto prematuro ou até aborto (espontâneo) — mas, quando espontâneo, o processo é mais simples e de menor risco;

    e) Se levasse a gravidez pelo menos até 22 semanas, teríamos 15 a 20% de chance de sobrevivência para os gêmeos (mesmo que fosse 10% de chance — estaríamos tentando salvar as crianças sem aumento de risco para a mãezinha);

    f) psicologicamente, esta menina foi usada como um trapo pelo homem, destruída como pessoa, percebendo-se marcada inconscientemente como algo sem valor — e por 3 longos anos. Ao experimentar a destruição dos filhos como lixo, o inconsciente registra — “viu, sou lixo e de mim só pode sair lixo”. Sabe-se lá como se fará para recuperar todo esse novelo em sua cabecinha. Por outro lado, imagine-se: ela sentindo-se rodeada por atenção, amor, cuidado e experimentado a valorização das crianças que trazia dentro de si — mesmo que a análise racional não fosse predominante — poderia estar começando aí o seu resgate como pessoa integral;

    g) sei de meninas que deram a luz com 10 anos e continuam muito bem após anos e anos;

    h) Não sei de ninguém que morreu por causa da idade precoce com que engravidou, se recebeu acompanhamento adequado. Vou pesquisar mais e comunico a vocês se houver algum trabalho nesse sentido”.

    Dra. Elizabeth Kipman Cerqueira

    Médica ginecologista-Obstétrica; integrante da Comissão de Ética e Coordenadora do Depto. de Bioética do Hospital São Francisco, em Jacareí, São Paulo, Diretora do Centro Interdisciplinar de Bioética da Associação “Casa Fonte da Vida” ; especialista em Logoterapia e Logoteoria aplicada à Educação.

  9. EDmilson Apolinario

    querida… Lígia Beuttenmuller

    estarei rezando por você!
    um dia, tomara, você se arrependerá de tudo isso que você diz e sente em seu coração.

    tenha certeza, nesse dia, você sentirá uma felicidade tão grande que não vai caber em você.

    e não se preocupe.
    muitos vão falar, muitos vão criticar, vão querer jogar na cara o seu passado…

    mas para deus importa que você se coverta e viva!!!

    fica com deus…
    que ele acalante seu coração que hoje é tão pesado e cheio de dor…

    só ele vai lhe dar a verdadeira paz…

  10. Francisco Alves de Pontes

    Arnaldo Jabor pode ter os seus defeitos, mas os seus comentários são pertinentes. Muitos ainda estão na Idade das Trevas. É claro que aborto é crime, mas uma Igreja que no passado condenou tantas pessoas à tortura e à fogueira simplesmente por amarem a Palavra de Deus e discordarem dos dogmas do papado, fica fazendo tão grande celeuma por causa do trabalho de uma equipe médica que praticou aborto para salvar uma menina de nove anos! Se a Igreja pudesse manipular o poder como fez nos séculos passados, ela não hesitaria em cometer os mesmos crimes. Pode vestir-se de aparência cristã, mas de cristã ela não tem nada. Não estou me referindo aos católicos que, apesar de serem iludidos pelos ensinos do papado, ainda temem a Deus e amam ao próximo. Em todas as confissões religiosas existem bons e maus, justos e injustos.

  11. Sidnei

    “Não estou me referindo aos católicos que, apesar de serem iludidos pelos ensinos do papado, ainda temem a Deus e amam ao próximo”

    Amamos a DEUS e ao próximo porque nos é ensinado pela Igreja tendo seu pastor na terra, o Papa, representante de seu supremo pastor no céu, JESUS NOSSO SENHOR, pois se o Papa não nos ensinasse amar a DEUS e ao próximo seriamos um bando de pessoas criminosas que odiaríamos a DEUS e ao próximo, o ultimo comentário foi infeliz e contraditório, parece vir de algum protestante desinformado, que prefere se aliar ao diabo para atacar a Igreja Católica do que defender a vida com qual JESUS venho para conceder em abundância e somente o diabo é que venho para matar roubar e destruir, e novamente a mesma perrenga de sempre, que a Igreja condenou tantas pessoas à tortura e à fogueira simplesmente por amarem a Palavra de Deus e discordarem dos dogmas do papado, não senhor, foi justamente para defender a palavra de DEUS do qual derivam os dogmas que a Igreja por excesso de zelo recorreu a Inquisição e se o camarada que escreveu aí em cima for protestante ele que de uma olhadinha na história das igrejas protestante que verá que muitos fundadores do protestantismo como Calvino também recorreu as mesmas medidas extrema, portanto não venha apontar o dedo contra a Igreja Católica que o passado de suas igrejas também guardam certas anuances que para nosso tempo para injusta para o pessoal daquela época não.

  12. Francisoc Alves de Pontes

    Sidnei,
    Você ignora os crimes cometidos pela chamada “santa inquisição”, criação do papado, e afirma que eu sou um protestante desinformado que prefere se aliar ao diabo para atacar a Igreja Católica. Você sabia que até o diabo tem defensores? Eu deixei a comunhão católica romana quando deixei de ser um desinformado como você. Para compreender realmente o papado você teria de estudar muito a Bíblia e a História Universal e conhecer a longa história de crimes e de adulterações da religião cristã primitiva perpetrados pelo chefe da sua Igreja, o qual se diz infalível, usurpando as prerrogativas divinas, maa que apresenta muitas contradições. Condena a verdadeira ciência, que procura melhorar a situação do ser humano sobre a face da Terra, como por exemplo, a pesquisa com as células-tronco embrionárias, mas é um aliado da falsa ciência, o Evolucionismo, que nada de bom tem a oferecer e que está em flagrante contraste com a doutrina bíblica do Criacionismo, ensinada por Cristo e Seus apóstolos e defendida pelos verdadeiros cristãos. Mantenha-se mais bem informado.

  13. Lampedusa

    Fransisoc

    1 – Que tal começar por tentar defender os excessos cometidos pela inquisição protestante? Ou você ainda não chegou nesse “capítulo” em seus estudos da história universal?

    2 – Quanto às células-tronco embrionárias, eu começaria lhe perguntando se você considera correto o aborto.

    3 – Evolucionismo, falsa ciência? Baseado em quê você faz essa afirmação?

  14. Sidnei

    Obrigado Lampedusa pelas suar respostas que em parte seriam minhas também, pois este infeliz que acusa a Igreja Católica sobre a inquisição não é capaz de verificar que também houve um certa inquisição protestante, ele diz que deixou comunhão católica romana quando deixou de ser um desinformado como eu, coitado, só não se toca que ainda continua desinformado, ele diz que o Papa adulterou a bíblia e a religião cristã primitiva, aé, o que o Papa adulterou?, quem foi o Papa que adulterou?, aonde?, como? quando?, será que o Papa adulterou a guarda do sabado para o domingo como sugerem o adventistas?, será que o Papa adulterou a pessoa de JESUS CRISTO que é uma pessoa divina tendo duas naturezas humana e divina tendo isto inventado por algum Papa quando JESUS era somente homem como afirmam as testemunha de jeová, e quanto o Papa ser contra a ciência, pelo amor de DEUS tenha santa paciência, se a Igreja é contra as pesquisas com células tronco embrionárias é porque a própria ciência que diz que a vida começa com a concepção e quanto ao evolucionismo, não há incompatibilidade nenhuma crer que DEUS fez todo o universo por meio da evolução, acredito que quem tem que estudar um pouco mais sobre a Igreja Católica livre de ódio e rancor é o Sr. Francisco que é um pena levar o nome de um grande santo da Igreja, o poverelo de Assis, este sim um genuíno cristão que amou a CRISTO e a Igreja que chegou renunciar a tudo até a roupa do corpo para seguir integralmente a CRISTO e em plena obediência a Igreja.

  15. Francisco Alves de Pontes

    Não há incompatibilidade nenhuma em negar o relato bíblico da Criação, que Jesus e os escritores do Novo Testamento apresentam como fato histórico e não como alegoria, conforme ensinamento do papa e do Evolucionismo? Veja Evangelho de S. Marcos, cap. 6, versos 6 a 10 e outras passagens. Quem nega o relato bíblico da Criação está apenas a um passo de negar a redenção operada por Cristo em favor do homem, porque Ele não morreu para salvar animais inferiores, mas o ser humano criado à imagem de Deus e que se desviou. SERÁ QUE O PAPADO E O EVOLUCIONISMO SABEM MAIS DO QUE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, QUE FOI O CRIADOR DO SER HUMANO? Durante séculos toda a Cristandade, inclusive a Igreja Católica Romana, aceitou o relato da Criação como fato histórico, mas o papado resolveu mudar e aceitar os ensinos do Evolucionismo, colocando Charles Darwin acima de Jesus Cristo! Lemos na Primeira Carta do Apóstolo S. Paulo aos Coríntios, cap. 15, verso 45: “O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente: o último Adão em espírito vivificante.” Pergunta-se: Como pode Jesus ser chamado o segundo Adão se o primeiro nunca existiu, é apenas uma alegoria, como ensina o papa e o Evolucionismo? E onde fica a doutrina do pecado original ensinada durante séculos, inclusive pela Igreja Católica? Será que uma alegoria pode pecar e transmitir aos seus descendentes a culpa e as consequências do pecado original? Desde quando os ensinos do Evolucionismo se harmonizam com o relato bíblico da Criação e da queda do homem? Mas quando o ser humano aceita cegamente, sem raciocinar, dogmas de invenção humana, só podemos esperar as maiores aberrações doutrinárias. Mas para os católicos romanos iludidos o papa falou está falado. ROMA LOCUTA CAUSA FINITA. Com esses não se pode argumentar, nem apelar para a razão. E a revelação divina, contida no Antigo e no Novo Testameno, onde fica? Não vale nada? Tudo é posto de lado. Somente os dogmas do papado têm valor para eles.

  16. Sidnei

    Sr. Francisco deixa de ser bobalhão, JESUS não veio para falar sobre ciência, ELE nunca falou sobre astronomia, que o universos era infinito, não falou que entre a Europa e a Ásia havia um outro continente que viria a ser descoberto 1500 anos depois, e depois a teoria de evolução é como o próprio nome diz, teoria, se fosse comprovada como então poderíamos relacionar tal teoria com o relato da criação?, simples, DEUS agiu criando o universos, inclusive o homem, pela evolução, se para nós a evolução se deu por milhares de anos para DEUS que age fora do tempo poderia ter sido em 7 dias, e depois parece que você desconhece a posição da Igreja Católica com relação a teoria da evolução, ela não o aceita por inteiro principalmente quanto a criação da alma humana que esta sim vem diretamente de DEUS, não é o superior isto é a alma humana que vem do inferior, ou seja não foi a carne o corpo que originou a alma, o espírito, como muitos adeptos da teoria da evolução querem crer, mas foi DEUS que se utilizou da matéria, talvez de algum ancestral dos primatas para neles insuflar seu espírito e daí o ser humano tornar uma alma vivente, portanto, não há nenhuma incompatibilidade em crer nisto, pois foi DEUS quem deu origem a tudo, tanto do mundo visível como invisível, e em nada fere tal teoria com a obra redentora de CRISTO e quanto ao pecado original ensinada durante séculos, inclusive pela Igreja Católica , eu diria que inclusive quem mais lucidou sobre esta doutrina foi justamente a Igreja Católica por meio do doutor da graça Santo Agostinho, portanto, as demais igrejas protestante somente tem algo a falar ou escrever sobre a doutrina do pecado original grças a Igreja Católica, de resto é pura bobagem tudo que se falou, pois o Papa não transformou a teoria da evolução em dogma, e portanto nem Roma lucutou sobre isto tanto que a causa nem finita ainda não está pois tudo

  17. Sidnei

    Complemento da mensagem anterior:

    de resto é pura bobagem tudo que se falou, pois o Papa não transformou a teoria da evolução em dogma, e portanto nem Roma lucutou sobre isto tanto que a causa nem finita ainda não está pois tudo ainda está como o próprio nome diz: “Teoria da Evolução”.

  18. Salvor

    “sei de meninas que deram a luz com 10 anos e continuam muito bem após anos e anos;”

    Mais uma idiota a achar normal um absurdo desses.

  19. Salvor

    “só não fala nada das crianças que foram mortas.”

    Quais crianças? Se elas ainda não haviam nascido não podiam ser mortas. Fato.

  20. Jorge Ferraz

    Sr. Salvor,

    1. Ninguém aqui está achando “normal” crianças de dez anos serem mães. O que estamos dizendo é que é perfeitamente possível que tais meninas sejam assistidas a fim de que a gravidez chegue a um bom termo para elas e para os filhos. Ponto. Favor não nos acusar daquilo que não fazemos.

    2. Uma criança ainda não nascida não pode ser morta? Este é um bem inusitado “fato”. Diga-me então: o que é que ela pode ser? Triturada, cortada em pedaços, queimada com sal, estraçalhada, envenenada…?

    Abraços,
    Jorge

  21. Francisco Alves de Pontes

    Resposta às perguntas do Lampedusa:
    1. Os apologistas da inquisição católica, querendo encobrir os seus monstruosos crimes, falam de uma “inquisição protestante”. Não queremos afirmar que o Protestantismo está isento de erros e atos reprováveis. Houve monarcas criminosos e outros indivíduos de mau caráter no seio do Protestantismo. Também nele houve crimes detestáveis. Mas pode isto ser comparado com a inquisição católica romana? Veja os instrumentos de tortura que eram empregados! A inquisição católica, instituída no século XIII, para combater os supostos hereges [cristãos sinceros que baseavam sua fé na Bíblia e rejeitavam os dogmas do papado] cometeu tantos crimes que é impossível que um católico romano do século XXI tenha uma concepção exata. Os papas e inquisidores, não resta dúvida, foram os piores assassinos da História. Mas não estou me referindo a todos os papas. Houve honrosas exceções! E outras campanhas de perseguição, como a matança na Noite de S. Bartolomeu na França, iniciada em Paria no dia 24 de agosto de 1572 por ordem da sanguinária rainha católica Catarina de Médicis, com o apoio do clero da época e que se prolongou por vários dias, fazendo milhares de vítimas? Não nos é possível descrever todos os requintes de crueldade praticados pelos esbirros da inquisição. Seriam necessários muitos volumes. Fernando Nascimento, em seu artigo, descrevendo a chamada inquisição protestante, cita um tal de W. Bomberg. Diz ele: Na Genebra Protestante, foram queimadas 500 pessoas no ano 1515.” Genebra protestante em 1515? Genebra só se tornou protestante com a vinda de Calvino. Nem havia Protestantismo em 1515. Esse movimento religioso foi iniciado por Martinho Lutero em 1517. Tal informação nos mostra que não podemos confiar muito nos relatos daqueles que fazem a apologia da inquisição católica! Quanto ao Protestantismo, convém lembrar os seguintes fatos:
    a) O cruel e licencioso rei inglês Henrique VIII se separou de Roma por um motivo totalmente diferente daquele que levou Lutero a se separar. Foi a recusa do Papa Clemente VII de anular o seu casamento com a espanhola Catarina de Aragão para que o rei pudesse casar com Ana Bolena que o levou a se separar de Roma. Não podemos citar Henrique VIII e seus sucessores como protestantes no sentido exato da palavra, porque o rei inglês apenas rejeitou a supremacia papal e intronizou-se a si mesmo como cabeça da Igreja. Nem ele nem o papa é a cabeça da Igreja, prerrogativa exclusiva de Cristo, segundo a Bíblia. Veja Efésios 5:23. A religião fundada por Henrique VIII, o Anglicanismo, rejeitou a autoridade do papa, mas conservou os erros doutrinários do Romanismo, ao passo que Lutero era um piedoso monge agostiniano que se separou de Roma em vista dos abusos das indulgências, ficando escandalizado com as declarações blasfemas dos traficantes de indulgências. O papado criou a doutrina do purgatório e a empregou para iludir as multidões crédulas e supersticiosas e encher o tesouro papal. Aquele que pagasse mais, saía mais rapidamente desse lugar de tormento! Um historiador católico, Cesare Cantu, afirmou que o purgatório é a galinha dos ovos de ouro da Igreja. É claro que enquanto existirem otários no mundo as falsas religiões e os falsos profetas prosperarão. Sempre foi assim e sempre será enquanto o mundo existir. Mas Jesus um dia virá para dar um basta a tudo isto! Note que eu usei o termo falsas religiões no plural, porque são muitas; não é somente o Romanismo!
    Henrique VIII perseguiu católicos, luteranos, calvinistas. Portanto, não era protestante. Sua filha Maria Tudor, chamada Maria, a Sangüinária, era católica,
    e também perseguiu ferozmente os protestantes.
    Quanto ao saque de Roma em 1527, houve reprováveis abusos e crimes que são incompatíveis com o verdadeiro Cristianismo. Mas quem estava por trás desse massacre? Quem ordenou o saque de Roma? Resposta: o rei super-católico Carlos V, que também perseguiu os adeptos de Lutero. Há muitos outros fatos que eu gostaria de mencionar, mas o tempo e o espaço não me permitem.
    2. É claro que eu sou contra o aborto. Mas os cientistas que levam avante as pesquisas com as células-tronco embrionárias não se utilizam de fetos já formados em suas pesquisas científicas que no futuro, se forem bem-sucedidas, descobrirão o tratamento de doenças hoje consideradas incuráveis. Somente o obscurantismo medieval poderia ser contra tais pesquisas, confundindo-as com o aborto!
    3. Quanto ao Evolucionismo, ele é ensinado nas universidades como se fosse uma ciência. É claro que não passa de uma teoria altamente improvável que já teve de revisar os seus conceitos mais de uma vez. Lembra-se da fraude do homem de Piltdown? Durante mais de três décadas os evolucionistas ensinaram com ares de triunfo que haviam descoberto o ancestral do ser humano! Mas depois a própria ciência descobriu que o tal homem de Piltdown não passava de uma fraude. Não disponho de tempo para entrar em mais detalhes sobre as falácias do Evolucionismo! Outro internauta, Sidnei, escrevendo besteira, disse que “DEUS fez todo o universo por meio da evolução”. O relato bíblico que os cientistas ateus e os católicos evolucionistas consideram conto da carochinha, mas que nós aceitamos como fato histórico, afirma: “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente” Gênesis 2:7. Ele não dependeu de um ancestral primata para criar o ser humano. Segundo a Bíblia o homem foi formado à imagem e semelhança de Deus. Deus é infinito em poder. Ele não precisou de milhões de anos para criar a vida na Terra. O relato sagrado diz que Ele criou a vegetação no terceiro dia. Acaso Deus criaria as plantas no terceiro dia da Semana da Criação e esperaria milhares de anos para fazer aparecer a luz solar? As plantas não dependem da fotossínte? Acaso um Deus infinito em poder gastaria milhões de anos para criar a vida na Terra? Os estudiosos da língua hebraica afirmam que a palavra hebraica YOM [dia] denota um dia de 24 horas e não longos períodos de tempo.
    E quanto ao cosmo e ao microcosmo? Aí vemos outra vez que não podemos confiar nos palpites do Evolucionismo. Acaso este imenso universo, formado por bilhões de galáxias, uma das quais, a Via Láctea, que não é a maior das galáxias, segundo cálculos da Astronomia tem cerca de 100 mil anos luz de extensão e bilhões de estrelas, seria obra de uma grande explosão? Em tudo vemos planejamento e desígnio de uma Inteligência infinita. Nada surgiu por acaso. Aquele que criou tudo isto é apresentado na Epístola aos Hebreus, cap. 1, como o mesmo que sustém tudo pela palavra do Seu poder. Veja Heb. 1:3. Ele não somente criou, mas mantém tudo funcionando em perfeita ordem e equilíbrio. Retirasse Ele o Seu cuidado protetor e tudo voltaria ao caos. E aonde iriam parar as idéias caóticas defendidas pelos evolucionistas? Só existe o desequilíbrio na Terra, por causa do pecado do ser humano. Mas um dia tudo será restaurado. As profecias bíblicas nos mostram que um dia a Terra voltará à perfeição edênica em que foi criada! Alguém já afirmou que a probabilidade de o Universo ter se originado de uma grande explosão é tão remota que é como se alguém lançasse uma bomba em um depósito de ferro velho e saísse um avião voando! Eu tenho outro nome para a teoria do big bang [a grande explosão] que, segundo os evolucionistas, deu origem ao Universo. Ela deveria se chamar the big nonsense [a grande asneira]!
    Um cientista francês do século dezenove, Louis Pasteur, provou com suas experiências que vida só pode provir de vida. A afirmação “Todo ser vivo provém de outro ser vivo já existente”, não é apenas um postulado criacionista, mas comprovado pela verdadeira ciência, a qual não entra em conflito com a revelação divina, porque Deus [refiro-me às três pessoas da Santíssima Trindade] é o autor da vida e a fonte de toda a sabedoria e da verdadeira ciência.
    Mas o Evolucionismo é tão irracional que afirma que a matéria bruta deu origem aos seres vivos! Isto não é ciência coisa nenhuma.
    Para quem afirma que Deus soprou o fôlego da vida em algum ancestral do homem, eu lhe sugeriria que pesquisasse todos os compêndios de História. Quando, nos anais da história humana, se viu algum chimpanzé se transformar num ser humano? Isto só existe na cabeça oca de evolucionistas! Se alguém vir isto e documentar, eu me tornarei um evolucionista!
    Até certo ponto é compreensível que cientistas ateus, como Richard Dowkins, defenda o Evolucionismo. Mas o chefe de um sistema religioso que se diz cristão fazer o mesmo, repudiando uma doutrina fundamental das Escrituras Sagradas, a criação do ser humano e do Universo, atribuindo tudo à Evolução, é uma tremenda incoerência! A rejeição do relato bíblico da Criação tem implicações sobre a obra da redenção efetuada por Cristo em Seu sacrifício expiatório na cruz do Calvário. Mas o papado já demonstrou até onde vai a sua suposta infalibilidade na condenação do cientista italiano Galileu Galilei no século XVII. Durante séculos a Igreja ensinou a teoria geocêntrica de Ptolomeu — a Terra e não o Sol como o centro do sistema solar. O cientista Galileu com as suas descobertas provou o contrário. Por isto ele foi condenado pela Inquisição e não morreu na fogueira porque “se retratou” da sua “heresia”! Jamais o verdadeiro Cristianismo, que se baseia na Bíblia, irá aceitar a teoria evolucionista. São incompatíveis!

  22. Sidnei

    Os apologistas da inquisição católica, querendo encobrir os seus monstruosos crimes, falam de uma “inquisição protestante”. Não queremos afirmar que o Protestantismo está isento de erros e atos reprováveis. Houve monarcas criminosos e outros indivíduos de mau caráter no seio do Protestantismo. Também nele houve crimes detestáveis. Mas pode isto ser comparado com a inquisição católica romana? Veja os instrumentos de tortura que eram empregados! A inquisição católica, instituída no século XIII, para combater os supostos hereges [cristãos sinceros que baseavam sua fé na Bíblia e rejeitavam os dogmas do papado] cometeu tantos crimes que é impossível que um católico romano do século XXI tenha uma concepção exata. Os papas e inquisidores, não resta dúvida, foram os piores assassinos da História.

    Pergunta-se, quem eram os cristãos do século XIII que se baseavam sua fé na Bíblia e rejeitavam os dogmas do papado, cátaros e albigenses?, sim porque de hereges só haviam eles naquela época, o protestantismo de Lutero surgiu só no século XVI , e os crimes que é impossível que um católico romano do século XXI tenha uma concepção exata, pois é os protestantes tem?, ou será pura especulação para atacar a Igreja Católica?

    E outras campanhas de perseguição, como a matança na Noite de S. Bartolomeu na França, iniciada em Paria no dia 24 de agosto de 1572 por ordem da sanguinária rainha católica Catarina de Médicis, com o apoio do clero da época e que se prolongou por vários dias, fazendo milhares de vítimas? Não nos é possível descrever todos os requintes de crueldade praticados pelos esbirros da inquisição. Seriam necessários muitos volumes

    Há sim, a noite de São Batolomeu, que foi mais um ato político do que religioso, e põe culpa toda em cima da Igreja, tá bom, e os protestantes que perseguiam a Igreja invadindo templos católicos, destruindo suas imagens e objetos sagrados eram tudo inocentes também

    O cruel e licencioso rei inglês Henrique VIII se separou de Roma por um motivo totalmente diferente daquele que levou Lutero a se separar. Foi a recusa do Papa Clemente VII de anular o seu casamento com a espanhola Catarina de Aragão para que o rei pudesse casar com Ana Bolena que o levou a se separar de Roma. Não podemos citar Henrique VIII e seus sucessores como protestantes no sentido exato da palavra, porque o rei inglês apenas rejeitou a supremacia papal e intronizou-se a si mesmo como cabeça da Igreja. Nem ele nem o papa é a cabeça da Igreja, prerrogativa exclusiva de Cristo, segundo a Bíblia. Veja Efésios 5:23. A religião fundada por Henrique VIII, o Anglicanismo, rejeitou a autoridade do papa, mas conservou os erros doutrinários do Romanismo,

    Engraçado, que tem protestantes que se vangloriam que a Inglaterra é um pais protestante mas quando lêem a história vem com aquela desculpa que o rei inglês Henrique VIII não era um representante legítimo do protestantismo, e blábaba-blábaba-blábaba-blábaba, tudo para se esquivar que também os protestante não eram tão santos quanto aqueles que eles os acusam e quanto a CRISTO ser a cabeça da Igreja, a Igreja Católica nunca ensinou o contrário, apenas se diz que o Papa é o representante de CRISTO na terra e portanto a cabeça visível representante da verdadeira cabeça da Igreja que é JESUS CRISTO.

    ao passo que Lutero era um piedoso monge agostiniano que se separou de Roma em vista dos abusos das indulgências, ficando escandalizado com as declarações blasfemas dos traficantes de indulgências.

    Sim Lutero era tão piedoso que apoio o esmagamento da revolta dos anabatistas chamando-os de cães danados fora seu anti-semetismo o qual escreveu sua famosa obra “Sobre os judeus e suas mentiras”.

    O papado criou a doutrina do purgatório e a empregou para iludir as multidões crédulas e supersticiosas e encher o tesouro papal

    O Papa não criou nada, a Igreja guiada pelo ESPIRITO SANTO e pelas palavras do SENHOR JESUS ((Mt. 5, 25-26 Lc. 12, 43-47), é que chegou a conclusão dos que morrem na graça de DEUS mas faltando ainda algo a reparar dos estragos dos pecados cometidos teriam que reparar se não nesta vida mas na outra.

    É claro que enquanto existirem otários no mundo as falsas religiões e os falsos profetas prosperarão. Sempre foi assim e sempre será enquanto o mundo existir. Mas Jesus um dia virá para dar um basta a tudo isto! Note que eu usei o termo falsas religiões no plural, porque são muitas; não é somente o Romanismo!

    Sim, e este otarios existem e muito, e por isto que nascem igrejas a cada esquina, e engraçado, que todas elas combatem justamente a Igreja Católica, será que semelhança ou mera coincidência?

    Quanto ao saque de Roma em 1527, houve reprováveis abusos e crimes que são incompatíveis com o verdadeiro Cristianismo. Mas quem estava por trás desse massacre? Quem ordenou o saque de Roma? Resposta: o rei super-católico Carlos V, que também perseguiu os adeptos de Lutero. Há muitos outros fatos que eu gostaria de mencionar, mas o tempo e o espaço não me permitem.

    Não interessa que no saque de Roma quem estava por traz era um rei católico, o que se constata sim é quem fez o trabalho sujo de matar, roubar e saquear eram os protestantes, o que demonstram que tantos os súditos quanto os dirigentes eram tudo farinha do mesmo saco, porém o que mais há de controverso é que mesmo neste saque os protestantes encontram sempre uma desculpinha para dizer, há mas éramos comandados por um rei católico, eram porque queriam e viram neste saque uma oportunidade para acabar com a Igreja Católica, mas o tiro saiu pela culatra.

    É claro que eu sou contra o aborto. Mas os cientistas que levam avante as pesquisas com as células-tronco embrionárias não se utilizam de fetos já formados em suas pesquisas científicas que no futuro, se forem bem-sucedidas, descobrirão o tratamento de doenças hoje consideradas incuráveis. Somente o obscurantismo medieval poderia ser contra tais pesquisas, confundindo-as com o aborto!

    E para quem vê um ser no início de sua gestação algo como nada porque não esta formado, este sim parece estar no obscurantismo medieval, este deveria se lembrar das palavras de JESUS que disse: “Aquele que é fiel nas coisas pequenas será também fiel nas coisas grandes. E quem é injusto nas coisas pequenas, sê-lo-á também nas grandes.” (Lc. 16,10)

    Quanto ao Evolucionismo, ele é ensinado nas universidades como se fosse uma ciência. É claro que não passa de uma teoria altamente improvável que já teve de revisar os seus conceitos mais de uma vez. Lembra-se da fraude do homem de Piltdown? Durante mais de três décadas os evolucionistas ensinaram com ares de triunfo que haviam descoberto o ancestral do ser humano! Mas depois a própria ciência descobriu que o tal homem de Piltdown não passava de uma fraude. Não disponho de tempo para entrar em mais detalhes sobre as falácias do Evolucionismo!

    Há, ainda bem que ele descobriu que a teoria da evolução é de fato T–E–O– R–I– A .

    Outro internauta, Sidnei, escrevendo besteira, disse que “DEUS fez todo o universo por meio da evolução”.

    Bem, besteira quem aqui fala é o Sr. Pois eu disse que se a teoria da evolução fosse comprovada como poderíamos responder com relação a questão entre criação x evolução, e dei minha resposta, agora se não entendesse, se não aceitasse aí é um direito seu de aceitar ou não.

    Um cientista francês do século dezenove, Louis Pasteur, provou com suas experiências que vida só pode provir de vida. A afirmação “Todo ser vivo provém de outro ser vivo já existente”, não é apenas um postulado criacionista, mas comprovado pela verdadeira ciência, a qual não entra em conflito com a revelação divina, porque Deus [refiro-me às três pessoas da Santíssima Trindade] é o autor da vida e a fonte de toda a sabedoria e da verdadeira ciência.

    Há, só para não esquecer, Louis Pasteur era católico, e este pensamento dele provavelmente também venho do postolado de Santo Tomas de Aquino sobre o motor imóvel que deu origem a todo universo, talvez Louis Pasteur além de saber algo sobre Santo Tomaz de Aquino tinha a experiência cientifica que testemunhava que tudo tinha sua origem de um ser vivente e infinito, o que se discuti aqui é como DEUS agiu como foi a forma que ELE fez para que tudo existisse, e alguns cientistas acreditam que nos primeiros momentos da explosão da teoria do big bem tudo foi direcionado para que algum dia o homem surgisse na terra, e não precisa pensar muito para saber quem poderia estar atrás desta explosão e daí surgir toda a matéria e que desta matéria viesse surgir um ser capaz de possuir uma alma racional, não preciso citar o nome nem do criador e nem da criatura.

  23. Sidnei

    Até certo ponto é compreensível que cientistas ateus, como Richard Dowkins, defenda o Evolucionismo. Mas o chefe de um sistema religioso que se diz cristão fazer o mesmo, repudiando uma doutrina fundamental das Escrituras Sagradas, a criação do ser humano e do Universo, atribuindo tudo à Evolução, é uma tremenda incoerência! A rejeição do relato bíblico da Criação tem implicações sobre a obra da redenção efetuada por Cristo em Seu sacrifício expiatório na cruz do Calvário. Mas o papado já demonstrou até onde vai a sua suposta infalibilidade na condenação do cientista italiano Galileu Galilei no século XVII. Durante séculos a Igreja ensinou a teoria geocêntrica de Ptolomeu — a Terra e não o Sol como o centro do sistema solar. O cientista Galileu com as suas descobertas provou o contrário. Por isto ele foi condenado pela Inquisição e não morreu na fogueira porque “se retratou” da sua “heresia”! Jamais o verdadeiro Cristianismo, que se baseia na Bíblia, irá aceitar a teoria evolucionista. São incompatíveis!

    Meu DEUS como alguém pode vir aqui fazer acusações infundadas, será que tenho que dizer novamente que a Igreja aceita a teoria da evolução quanto T-E-O-R-I-A, e ainda vem citar Galileu, horas, Galileu foi condenado justamente por não poder comprovar que sua teoria era de fato algo real, se ele tivesse comprovado não teria sido condenado, como não provou pois querendo sem provar passar do campo da teoria para uma realidade verdadeira aí ele mexeu até com a fé pois não só a ciência da época dizia que a terra era o centro do universo mas a Bíblia também apontava para isto como em Jos. 10,13 e Ecl. 1,5, porém só anos mais tarde é que se provou por um outro cientista, o qual o nome não recordo agora, que de fato era o sol e não aterra o centro do sistema solar, portanto a Igreja endossa a teoria da evolução enquanto teoria assim como ela endossava a teorias heliocêntricas de Copérnico enquanto teoria e não como uma realidade comprovada, e quanto dizer: “Mas o papado já demonstrou até onde vai a sua suposta infalibilidade na condenação do cientista italiano Galileu Galile”, santo DEUS, será possível que alguém ainda acredita que o Papa é infalível em tudo, o Papa é infalível em matéria de fé e moral e não de ciência.