Curtas

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 5 meses 17 dias atrás.

Oração de Pio XII pelos sacerdotes. “Concedei-lhes, oh Senhor, desprendimento de todo o interesse terreno e que só busquem a vossa maior glória. Concedei-lhes ser fieis às suas obrigações com a pura consciência até ao posterior alento”. Convém rezarmos. Que nos empenhemos em pedir ao Altíssimo pela santificação do clero.

* * *

– Sobre o feriado nacional muçulmano-cristão libanês, no IHU e na Canção Nova. O texto é o mesmo. A parte referente ao Papa: “Recebido em audiência pelo Papa Bento XVI em 21 de fevereiro, logo depois do decreto de criação da festa islamo-cristã, o primeiro-ministro aproveitou seu compromisso a favor da coexistência pacífica entre cristãos e muçulmanos. Os dois chefes de Estado fizeram votos para que ‘através da coexistência exemplar das diversas comunidades religiosas que compõem o Líbano, o país continue a ser uma mensagem para a região do Oriente Médio e para o mundo inteiro'”.

* * *

O Tigre confessa, do João Pereira Coutinho. “A privacidade; a existência de um espaço meu e dos meus, onde a multidão não entra, é talvez a maior conquista da civilização judaico-cristã. Destruir essa barreira sempre foi e sempre será o princípio da tirania”.

* * *

El coma andante gosta mesmo é da Nike, sobre a hipocrisia cubana. “A Nike, não custa lembrar, representa um ícone do ‘imperialismo ianque’, segundo os perfeitos idiotas latino-americanos. Quer dizer então que o ditador pode usar símbolos do capitalismo americano numa boa? Além disso, não há um embargo econômico dos Estados Unidos à ilha-presídio? Onde foi que Fidel comprou este uniforme? Será que o povão cubano, o gado bovino de propriedade dos irmãos Castro, pode comprar um desses também?”. E o Lula lá. Ao lado do ditador. Enquanto um cubano morria após quase três meses de greve de fome.

* * *

“Alcides morreu porque era um negro”. Data maxima venia, senhores sacerdotes, NÃO. Não morreu porque era negro. Não são só os negros que morrem injustamente. Este assassinato específico não teve nada a ver com racismo. Não foi este o porquê da sua morte. Por favor, não desonrem a  memória do meu conterrâneo transformando a tragédia em uma versão racista imbecil da luta de classes socialista.

Alcides morreu por causa do descaso das autoridades públicas com a segurança, porque o Brasil é um país violento, onde os marginais não são punidos como deveriam e onde a população de bem não pode se proteger e nem tem quem a proteja. Aliás, dos dois criminosos que assassinaram Alcides, um é ex-presidiário e o outro, por ser de menor, vai para uma unidade da “Fundação de Atendimento Socioeducativo” – nem sei por quanto tempo, provavelmente por um ou dois anos, e depois vai voltar às ruas. Este é o problema, senhores sacerdotes, e não a cor da pele do meu amigo.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

6 thoughts on “Curtas

  1. Joao

    Primeiramente ao adentrar nesta página reconheço seu valor e a importância de seu autor para a nobre causa do Senhor Jesus Cristo.
    Dito isso, quero convidar você que está lendo estas minhas palavras, a prestar um pouco mais de atenção as revelações do Espírito Santo Verdadeiro em nossos dias.
    Por se tratar de um assunto de interesse universal, pediria sua amável atenção, em uma breve, mais com certeza, produtiva visita ao nosso blog, onde estão depositadas Revelações do Senhor Jesus Cristo, para as quais peço encarecidamente que nos ajude a divulgar. Pois estamos vivenciando um memento muito sensível da palavra profética. Desde já suplico as bênçãos do Pai, do Filho e do Espírito Santo Verdadeiro sobre todo aquele que atender esse nosso chamado em nome do Senhor Jesus Cristo. João Joaquim Martins.

  2. Esteban

    Jorge… você censura tanto o Fidel… que se esquece que você tem telhado de vidro!! Se Cuba tem hipocrisia… imagina no seu blog e na sua amada igreja!!! Sua amada igreja que fala tanto de humildade, voto de pobreza etc. ao mesmo tempo que vive no luxo!!! Condena a esquerda ao mesmo tempo que tem TL da vida… Condena a promiscuidade ao mesmo tempo ke fecha os olhos pra pedofilia clerical….censura tanto os gays, mas permite gays no clero! Você os chama os cubanos de gado bovino?? E como são chamados mesmo os fiéis da igreja?? Ovelhas, Rebanho…
    Você vem censurar Lula por estar ao lado de Fidel enquanto um preso morre. E que dizer dos padres e bispos na maior descontração com Hitler (e outros nazis) enquantos inumeras pessoas morriam?? Que dizer do bom presidente eslovaco Monsenhor Tiso, afilhado de Hitler e do papado prendendo e matando “inimigos da nação e da igreja”….?? Que dizer dos padres e bispos confraternizando com o bom fiel Pavelic na Croácia enquanto que opositores e não-catolicos eram torturados e mortos (inclusive por padres!!!) … ah claro…. com total conivencia do santinho Pio XII!!! Ah.. tem mais…
    o Le Monde , há poucos revelou que tua amada igreja protege um padre genocida!! O criminoso participou do holocausto de Ruanda!!
    Muito bem, Jorge… continue com sua santa coerência!!

  3. Jorge Ferraz Post author

    Esteban,

    Quanta besteira.

    A Igreja não “vive no luxo”, a TL é um câncer já repetidas vezes condenado pela Igreja, a pedofilia é um pecado gravíssimo, gays não podem ser sacerdotes, e os indivíduos envolvidos com o nazismo et caterva são indivíduos responsáveis por seus atos.

    Duas perguntas:

    1. Qual a sua opinião com relação a Fidel e à ditadura cubana?

    2. Onde estavam os ateus durante o nazismo, na Croácia e na Ruanda?

    Abraços,
    Jorge

  4. Lampedusa

    É impressionante a dificuldade de alguns em entender que a doutrina católica não referenda, não fundamenta e mesmo condena todos esses atos que o Esteban relata, apesar de muitos indivíduos católicos (mesmo do clero) os praticarem e, oura coisa totalmente distinta, é a base teórica fornecida pelo relativismo ou nazismo e seu congênere marxismo para a prática de atos semelhantes.