Robinho – o intolerante?

closeAtenção, este artigo foi publicado 4 anos 5 meses atrás.

A polêmica da vez no Twitter é sobre o Robinho. Ao que parece, o jogador recusou-se a participar de uma visita a um lar espírita para crianças deficientes, porque ele é protestante e “falaram que lá dentro [no "Lar Espírita"] estaria havendo um ritual religioso (espírita)”.

Eu sou católico e não tenho nenhum interesse em defender a religião do atacante do Santos. Mas tenho muito interesse em defender o direito de ir e vir dos cidadãos brasileiros, e tenho interesse em defender a liberdade religiosa – dentro de seus limites – do jogador de futebol protestante.

Instaurou-se uma verdadeira cortina de fumaça na internet. Robinho foi pintado como “intolerante”, como se a sua religião o proibisse de “alegrar crianças espíritas”, e o episódio foi pintado como sendo uma afronta “ao ser humano independente de religião”, et cetera, et cetera.

Comecemos com aquilo com o qual eu concordo. Concordo, sem dificuldades, que a repercussão do episódio foi lamentável – mas o problema, a meu ver, não foi a “intolerância religiosa” do jogador, mas sim – ao contrário – a sua excessiva tolerância. O problema de Robinho não está no fato dele ter sido “intolerante” e não ter querido descer do ônibus do Santos quando este chegou ao lar espírita, mas ao contrário: o problema foi que ele não foi intolerante quando deveria ter sido, e não teve peito de dizer, desde o começo, que não iria fazer esta visita.

Ninguém está obrigado a freqüentar centros espíritas, nem igrejas evangélicas, nem terreiros de macumba nem absolutamente nada. Ao saber que o elenco do Santos iria a um orfanato espírita, o jogador do Santos deveria ter tido a coragem de dizer que não iria. Até onde me conste, ele não era obrigado a acompanhar o resto dos jogadores nesta visita.

[O fato muda se - como a notícia deixa a possibilidade de entender - os jogadores haviam se programado somente para entrar no lar espírita, dizer "oi", entregar brinquedos (ou o que seja) e sair; e, no entanto, quando lá chegaram, perceberam que estava havendo alguma espécie de culto espírita no ambiente, e por causa disso não quiseram entrar. Neste caso, a culpa do constrangimento é muito mais dos responsáveis pelo lar espírita do que dos jogadores protestantes do Santos.]

O que aconteceu, no entanto, foi que todos os paladinos internéticos da tolerância moderna armaram-se de mil pedras contra o jogador santista, como se ele fosse obrigado a entrar no lar espírita ainda que contra a sua consciência religiosa, ou como se não fazê-lo fosse uma espécie de intolerável preconceito e discriminação. Ora bolas, deixem o pobre do jogador do Santos em paz. Ele tem todo o direito de não querer, por motivos religiosos, tomar parte em um culto espírita. Ainda que não estivesse acontecendo um “culto espírita” no lugar, ele tem todo o direito de não querer associar a sua imagem a uma instituição espírita. Qual o problema com isso?

Por acaso os neo-paladinos da tolerância humanitária estariam obrigados a assistir a uma Vigília Pascal ao fim da qual fossem homenageadas crianças carentes? Ou, caso se negassem a encenar a Paixão de Cristo para alegrar crianças cristãs doentes, seriam uns cretinos sem sentimentos para com as pobres crianças que nada têm a ver com a (falta de) Fé deles? Se os “tolerantes” não pensariam duas vezes antes de afirmar o próprio direito de não tomarem parte em cerimônias nas quais não acreditam ou de não se fazerem presentes em lugares onde se professa uma crença da qual não comungam, qual o motivo do linchamento moral público do jogador do Santos? Hipocrisia, somente?

Repito: concedo, com muita facilidade, que houve em todo o episódio um grande constrangimento que poderia ter sido evitado. Mas o problema não está na “intolerância” nem no “preconceito” de Robinho. O problema não foi ele ter se negado a participar da “festa” no lar espírita, mas [no máximo] a maneira como isso foi feito – e a conseqüente repercussão negativa que isso teve. Critique-se, vá lá, o “jogo de cintura” do jogador ou a sua [falta de] habilidade política, mas não se critique a sua religião. Afinal, ainda não existe no país, nesta matéria, obrigação de agir contrariamente à própria consciência.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

86 comentários em “Robinho – o intolerante?

  1. Noslen

    Boa tarde a todos,

    Fiquei sabendo desta estória somente hoje, até certo ponto fiquei impressionado.
    Mas, o que realmente me deixou impressionado é como uma manchete desta dá repercussão, se um “Famoso”, desculpem a palavra, peida, todo mundo fica indignado, ou se ele é evangélico (dai é pior ainda) ou como disseram acima se é padre pedófilo então, nossa cai a casa.
    Pessoal, procuremos tocar nossas vidas sem mostrar o que fazemos ou deixamos de fazer, acredito que quando cada pessoa fizer isso sem precisar mostrar que “EU QUE FIZ”, “VIU SÓ COMO SOU LEGAL”, quando isso deixar de acontecer, nosso mundo será bem melhor e não precisaremos ficar discutidindo se fulando fez isso ou deixou de fazer.
    Infelizmente são reportagens como esta que vendem e ficamos atirando nas pessoas, tirando nossas próprias conclusões.
    Vamos deixar de perder tempo com este tipo de reportagem e começar a nos preocupar com o nosso país, este ano tem eleição e só estou vendo somente discussões sobre FAMOSOS e não sobre políticos, pois, pelo jeito esta bom do jeito que esta e vamos deixar os mesmos fazendo a festa com o nosso país (sejam eles católicos, evangélicos, espiritas e por ai vai).
    Se voltem para Deus e não para os homens.

  2. Candido Rubim Rios

    Noslen, você tem até certa razão mas meu caro o site é para discutir o tema em questão, inclusive política que já foi discutido e certamente voltará a tona. Abraços.

  3. Noslen

    Por isso disse, o tema não seria relevante, se cada um fizesse a sua parte e não ficar discutindo se A ou B fez isso ou aquilo. Acho que o problema é dele e muitas vezes fazemos coisas muito piores, mas, como o cara é uma pessoa pública, vira todo esse bafafa. Gostei do que você disse acima que ajuda e tal, continue fazendo, ninguém precisa saber. Se alguém deixa de fazer o que tem de ser feito, a prestação de contas vai ser dele com Deus e não com a sociedade.
    Abraços

  4. Michele Madalena Silva de Oliveira

    No meu catecismo, de 1953, diz que o católico que entrar em centros espíritas deve procurar um confessor e até fazer isso estará impedido de comungar.
    Não estou com ele aqui agora no trabalho, mas posso citar depois, se alguém quiser.
    Por isso, cuidado com essas situações que nos são apresentadas, para não incorrerem em pecado mortal.
    Salve Maria!!

  5. Paulo

    Michele

    Acho um pouco absurda essa informação, o fato de somente “entrar” em um centro espírita não significa nada. Comungar com a religião espírita ou mesmo participar conscientemente de um “ritual” em busca de alguma resposta pode até caracterizar um erro e é pecado, pois vai contra os princípios cristãos, mas não podemos atrelar o fato de somente “entrar” em algum lugar como sendo um pecado, menos ainda “mortal”.

  6. Noslen

    Caro Candido, não vamos entrar em atrito, cada um com sua convicção, só acredito que no caso em questão “Robinho e os jogadores dos Santos”, se a impressa não tivesse ido atrás, não tivessem feito todo este teatro, acho que nem ficariamos sabendo e não ficariamos aqui discutindo se é certo ou errado, tanto que na segunda dia 12/04, eles foram lá, só para tentar se retratar com a sociedade, não sei se fizeram certo ou errado.
    Por isso que em um dos meus comentários, disse, que cada um tem de fazer a sua parte, sem precisar fazer comercial com atos de solidariedade. Abraços.

  7. Candido Rubim Rios

    Caro Noslen, desculpa eu entendi errado, concordo com você. Eu tenho participado deste site a pouco tempo, mas eu não me prendo a certas posições tomadas aqui, mas cada um tem a sua opinião. Veja, o papa João Paulo II, quando visitava um país não católico deixava-se “benzer” pelas pessoas do rito local,e eu acho isso muito edificante ao passo que outras pessoas acham que entrar num centro espírita faz pacto com o capeta, eu se precisar entro, e não acredito em reencarnação. As vêzes o clima esquenta e isso é natural, estou tentando ser mais compreensivo com as pessoas quando sou atacado, sendo que eu também ataco, que incoerência, não. Eu me prendo mais no que vejo por aí, não tenho nenhum interesse e acho que não é edificante para mim entender das encíclicas, mas acho que quem gosta é bom e pronto. Alguém disse que não adianta ficar rezando,participando das missas etc. se não tiver uma conduta honesta, bom caráter, não se prestar a fofocas etc.nada adianta e é nisso que acredito, eu acho que Deus é sim misericordioso mas nós não entendemos Deus, quanto sofrimento passamos,e Ele não daria bolas para essas coisas, apesar de ser católico e defender o catolicismo penso que um não religioso honesto, digno terá a mesma oportunidade de entrar no Paraíso, essa pergunta eu já fiz ao saudoso Dom Estevão Bitencourt e essa foi a resposta dêle.Abraços.

  8. Michele Madalena Silva de Oliveira

    Paulo,
    não apenas entrar em um centro espírita, mas o catecismo ESPECIFICA até mesmo ouvir programas de rádio e vai além, guardar livros da referida seita. Mesmo que a pessoa não tenha intenção nenhuma de o ler.
    Por isso eu aviso: cuidado com essas situações aparentemente inocentes.

    Para mais informações , consulte a carta pastoral do Bispo Frei Boaventura, que é citada como a fonte do capítulo.

    Afinal, nem a minha nem a sua opinião sobre o que é normal ou absurdo importam, afinal somos contaminados pelo mundo.O que importa é o que Deus diz, através de Sua Igreja.

    Salve Maria!!!

  9. Olegario

    Dona Michele, Salve Maria!

    Por onde a sra andava nesse mundo de meu Deus que eu não a conhecia antes?
    Parabéns pela suas cartas.

    Sou teu fã.

    Deus a abençoe.

    Olegário.

  10. Paulo

    Michele

    Continuo achando absurda a afirmação. Isto pode valer pra algum incrédulo, mas para aqueles que seguem a Jesus não há o que se preocupar, e é a própria bíblia quem nos garante isso.

    “O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra” (Sl 34.7).

    “Em nossas vidas, a maldição sem causa não se cumpre” (Pv 26.2).

  11. Paulo

    Complementando:

    Números cap.23.vers.23(contra jacó não vale encantamento nem maldição ou adivinhação)

  12. Candido Rubim Rios

    Essa é para o meu caríssimo sr. Olegário, como o sr. sabe a minha preocupação é como levar a vida e claro baseada nos ensinamentos de Jesus, mas como não sou nenhum santo, mas também não posso julgar e muito condenar ninguém a forca,tenho muitos defeitos e isso não é hipocrisia, tenho mesmo. Eu nunca ví um espírita(kardecista) falar mal da igreja católica e nunca conheci ou soube de algum que seja um picareta, por isso respeito sem no entanto acreditar na reencarnação,eles, fazem muita caridade e ensinam a moral, boa conduta, amar a Deus, o que mais querem dêles? o fato de serem reencarnacionistas, contrários a nós, não nos dá o direito de condená-los e sim de amá-los, qual foi o maior exemplo de Jesus, amar a Deus acima de tudo e amar ao próximo como a ti mesmo.Sr. Olegário, pelas suas palavras tenho certeza que mesmo discordando o sr. continua sendo um pacifista,e que ama os seus semelhantes que fazem o que Jesus mandou, pelo menos na prática. Abraços e que Deus continue te iluminando sempre.

  13. Michele Madalena Silva de Oliveira

    Paulo, pelo jeito você é protestante.
    Por isso só se apóia na Bíblia.
    E com a Bíblia você pode provar qualquer coisa.
    Até satanás usou a Palavra de Deus para tentar o próprio Deus!!!!
    È muita arrogância e soberba acharmos nós que estamos preparados para interpretar a nosso bel prazer as Escrituras Sagradas.Não é a toa que existem igrejas evangélicas aprovando casamento gay e aborto. Isso só é questão de tempo para todas fazerem.
    Como já disse aqui, a Igreja Católica é a única que se posiciona firmemente contra o aborto, o uso de anticoncepcionais e camisinha. Quando a pressão realmente aumentar no campo da moral, estaremos sozinhos de novo em todds os demais aspectos. Não me impressiona o fogo de palha evangélico atual.
    As portas do inferno não prevalecerão. Minha Igreja não foi fundada por Lutero nem por um “messias” desses, mas pelo próprio Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo.

    Salve Maria!

  14. Michele Madalena Silva de Oliveira

    E Olegário, obrigada pelas palavras.
    Sou apenas uma pessoa comum. O problema é que a sociedade normalizou o que antes era insensatez.
    Moro em Salvador, uma cidade bem difícil para ser católico (e qual é fácil hoje em dia?). Pra complementar, estudo em uma universidade federal. Na UFBA é assim: todos se vestem do mesmo modo, falam do mesmo jeito e até andam de modo semelhante!!!Se você perguntar alguma coisa para um estudante de dança e um de medicina, vai ter exatamente a mesma resposta!É assustador!
    É bom encontrar católicos aqui no blog do Jorge, pena que cada um em uma cidade diferente, rs.
    Minha irmã faz parte do apostolado Moda e Modéstia, estamos ajudando a divulgá-lo aqui na cidade, não sei se você conhece (www.modaemodestia.com.br)
    Vou lhe pedir para que você me inclua nas suas orações, pois sexta-feira pela manhã farei uma confissão geral e estou bem nervosa.
    Muito obrigada mais uma vez e Nossa Senhora e Nosso Senhor te protejam.
    Salve Maria!!!!

  15. Olegario

    Michele, Salve Maria.

    Por força de minha profissão conheço o Brasil todo, e isso inclui, é obvio, a terra boa.
    Quando vou a Bahia prefiro ficar em Itapuã, que é uma cidade que me encanta.
    Conheço também o blog moda e modéstia por indicação da Julie Maria, que me passa a impressão de ser ótima moça.
    Que Nossa Senhora te guie no sacramento da confissão e que Deus a abençoe sempre.
    Conte com minhas pobres preces.

    Olegário.

  16. Candido Rubim Rios

    Socorro, agora que não entendi nada. Nasci católico, cresci assim, dei uns pulinhos fora, mas não conheci o capeta, voltei, fiz alguns cursinhos de teologia dentro da igeja católica, já tive aula com Dom Estevão Bittencourt, e em todas as ocasiões aprendi que a bíblia é o nosso livro abençoado de cabeceira, de bolso, de viajem e tudo mais, a bíblia não se benze ela é quem nos abençoa, quando tivermos algum problema de interpretação, devemos procurar e discutir com quem entende agora vem com essa. onde vou me apoiar? No primeiro padre que vir pela frente ? no primeiro pastor? ou talvez no primeiro babalorixá. Help.

  17. Rodrigo

    Candido,

    Vou te falar com toda sinceridade, procure conhecer melhor as coisas, por que as diferenças entre católicos e espíritas é muuuuuito maior do que as diferenças entre católicos e protestantes, que você tanto implica, ao menos eles acreditam que Jesus é filho de Deus e não um espírito evoluído ou qualquer outra coisa. Aliás o fato de serem reencarnacionistas impacta em vários outros pontos que já foram explicados em outros posts. Fora a comunicação com os mortos proibidas por Deus no Antigo Testamento, então mesmos os espíritas não-reencarnacionistas estão em erro.

    Você pode dizer que conhece pessoas boas dentro do espiritismo mais do que no protestantismo, ora eu também conheço pessoas boas que são evangélicas (daquelas que frequentam igrejolas de fundo de quintal ainda) e nem por isso acho que a doutrina irracional que elas seguem esteja certa. Isso não é argumento para ser a favor ou contra o espiritismo.

  18. Candido Rubim Rios

    Caro Rodrigo, não estou defendendo ninguém, o que eu disse e repito é que os que fundam igrejolas 3 x 3 querem sim enganar os pobres humildes intelectualmente, nunca odiei os que frequentam e nem os que fundam, mas que são picaretas, isso meu caro, são sim. Não estou me prendendo aos dogmas , aos ensinamentos e sim a honestidade, caráter e lealdade. Me desculpa Rodrigo mas nunca conheci nenhum espírita(Kardecista) picareta ao passo que também infelizmente nunca conheci um fundador dessas igrejolas sério.Abraços e a paz de cristo.

  19. Paulo

    Michele

    Assim como satanás tentou ao Senhor com a bíblia o próprio Jesus rebateu a todas as tentações com… A PRÓPRIA BÍBLIA!!!

    E digo mais, seus exemplos de “protestantes” que aprovam casamento gay e etc. não sei de onde você tirou fundamento para esta afirmação, que saiba protestantes são cristãos e seguem somente a bíblia como você mesma afirmou, e nem preciso apontar quantos versículos na bíblia são expressa e claramente contra esta prática…

    Por favor, se quiser discutir comigo seja mais clara em seus argumentos, sobre o assunto discutido de preferência.

  20. Rodrigo Kinob

    “ao passo que também infelizmente nunca conheci um fundador dessas igrejolas sério”

    Ahhh Candido fala sério, o pastor Valdemiro Santiago não é sério? Veja que ele até oferece um “trízimo” a Deus rsrs… mas eu nem tava me referindo a esses safados e sim às pessoas que frequentam essas igrejolas.
    Mas eu entendi o que você quis dizer, você tá se baseando na sua experiência pessoal, daí realmente não tenho muito o que dizer.

    Paz em Cristo pra vc tb!

  21. Michele Madalena Silva de Oliveira

    Paulo,

    não queira se comparar a Deus. Que Deus use a Bíblia para provar qualquer coisa, Ele tem o poder, a competência e a capacidade para fazê-Lo.
    Nós NÃO somos deuses.
    Salve Maria!!!

  22. Michele Madalena Silva de Oliveira

    A Igreja Anglicana é bastante liberal em relação ao aborto e ao homossexualismo, não é a toa que os tradicionais de lá pediram asilo pra Igreja Católica. É o que vai acontecer com todos os que quiserem seguir a doutrina cristã.
    Aqui no Brasil temos, por exemplo, a IURD que faz campanha a favor do aborto.
    Isso é só o início do apoio dos evangélicos.
    Vamos deixar a autoridade a quem Deus delegou, a Sua Igreja.
    A moral de Deus não muda, é por isso que todos(incluisve evangélicos) acusam a Igreja de estar na Idade Média. Porque eles estão acostumados a mudanças morais, encaram com naturalidade.
    Salve Maria!!!

  23. Márcio

    Michele,

    Muito bons seus comentários, apenas um pequeno reparo.
    Eles não são evangélicos, são protestantes da pior espécie.

    Márcio

  24. Taty May

    Fácil é criticar néh….Eita povinho…O Robinho aceitou ir no lar espirita,dar um pouco de atenção as crianças carentes mas chegando la tavam fazendo cerimonias espirituais e o q ele ia fazer la…?ve o diabo da seu showzinho dizendo q éh fulano d tal q morreu e não sei mais uq… ta escrito na palavra d Deus q as pessoas mortas não voltam e nem falam mais sim o diabo q usa a voz e a imagem da pessoa pra enganar…o Robinho só não kis se poluir com tanta babakice.Se a Bíblia d alguém ta escrito q podemos fazer cerimonias espiritas ou ate mesmo participar me mostrem entao pq a minha não tem nada disso… Tá escrito mesmo q por causa do nome de Deus seríamos perseguidos,caluniados,criticados…Éh ROBINHO o nosso Deus já sabia d tudo desde o ínicio incrivel!!! Deus os abençoe e q Deus abra a mente de vcs para o entendimento da palavra sagrada!!!

Deixe um comentário: