Micro-Evangelho

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 4 meses 2 dias atrás.

Incrível como a história consegue ser emocionante até mesmo em 140 caracteres… Vejam. Destaque para o unfollow de São Pedro.

Vi no Wagner Moura. Passem também por lá. A propósito, aproveitem para mandá-lo ao Vaticano. A blogosfera brasileira católica agradece.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

14 thoughts on “Micro-Evangelho

  1. Diogo Cysne

    Muito bom vídeo. Claro, para mim é tudo uma obra de ficção (=P), mas é uma adaptação muito bonita e inovadora das histórias bíblicas.

    Queria que mais cineastas hoje em dia tivessem esta criatividade.

  2. humanitatis

    Tem que ter mmmmuuuuiiiitttttaaaaa fé para acreditar que 11 semi-analfabetos, dentre eles 2 traidores, 2 ambiciosos, todos acovardados, realizaram a obra que temos hoje, sem o derramamento de uma gota de sangue inocente, senhor pássaro.

    No fundo, o senhor é um homem de fé.

  3. Carlos

    Caro Humanitatis,

    “2 traidores”? Eu sei de um. Quem é o outro?

  4. Diogo Cysne

    “Tem que ter mmmmuuuuiiiitttttaaaaa fé para acreditar que 11 semi-analfabetos, dentre eles 2 traidores, 2 ambiciosos, todos acovardados, realizaram a obra que temos hoje”

    Francamente, nem entendi do que você está falando. Só por eu ser ateu não quer dizer que eu não aprecie as mitologias da Antiguidade. E, francamente, prefiro a egípcia e a grega, e acho muito mais divertido estudar a mitologia cristã incluindo os textos apócrifos.

    “2 traidores” Um é Judas e o outro, se não me engano, é Pedro.

  5. Carlos

    Diogo Cysne,
    São Pedro não era traidor. Ele apenas negou conhecer Jesus num momento de covardia. Mas ele não traiu o Mestre, como fez Judas. E depois ele se arrependeu e fez penitência, ao contrário de Judas.

    Mudando de asssunto, “mitologia”?

    Então você nega que os apóstolos tenham existido?

    Seu caso, então, como eu já disse antes, é só burrice mesmo. Aí, só Deus na causa. Mas como para você Deus também não existe, vai morrer burro mesmo.

    Lamento…

  6. Diogo Cysne

    “Mudando de asssunto, “mitologia”?
    Então você nega que os apóstolos tenham existido?”

    Ai, ai, sabia que ia parecer alguma coisa assim. A história prova a existência de Jesus e que ele era pacifista e carismático; prova sua hostilização no meio (embora não se saiba se o episódio da crucificação foi verídico); prova a existência dos apóstolos (não sei se exatamente doze)… prova um monte de coisas. Entretanto, não há nem resquícios de provas da maioria dos eventos específicos da Bíblia: a cura dos enfermos, os milagres e etc. Na verdade, considerando toda a variedade de textos encontrados sobre o tema (incluindo os apócrifos), não se tem a mínima idéia desses eventos, tão contraditórios, absurdos e fantasiosos são os eventos. Ou seja, mitologia.

    Sabe-se que Jesus:
    1) Existiu;
    2) Era pacifista e carismático;
    3) Reuniu seguidores;
    4) Foi hostilizado.

    No resto, contudo, não se tem nenhuma linha coesa de história. Os quatro evangelhos, os com maior uniformidade, são apenas uns entre centenas de textos e supostos “evangelhos” (os quais parecem ter sido simplesmente jogados debaixo do tapete).

    Por isso, quando se trata de ressurreição de mortos ou de peixes gigantes engolindo homens, ou cidades sendo destruídas por deus e o mundo sendo tragado por um imenso dilúvio… mitologia.

    Atenciosamente,
    Diogo Cysne.

  7. Diogo

    Sugiro que você deixe de basear sua crença apenas nos sites e blogs neo-ateístas e comece – se, de fato, se interessa pelo tema, nem que seja para criticar – a buscar fontes sérias para não correr o risco do rídiculo.

    Pouquíssimos eventos da “idade” de Cristo ou mais recentes e, principalmentes, os mais antigos têm tanto testemunho escrito e coincidente quanto a vida e os fatos de Jesus e, além disso, com cópias tão antigas e próximas dos fatos.

  8. Lampedusa

    A mensagem das 6:34 que começa com “Sugiro que você…” é de minha autoria e Diogo é a quem se dirige.

  9. Carlos

    “Entretanto, não há nem resquícios de provas da maioria dos eventos específicos da Bíblia: a cura dos enfermos, os milagres e etc.”

    E você queria o quê, maluco? Um DVD com as filmagens das curas e milagres?

  10. Diogo Cysne

    “Pouquíssimos eventos da “idade” de Cristo ou mais recentes e, principalmentes, os mais antigos têm tanto testemunho escrito e coincidente quanto a vida e os fatos de Jesus”

    Neste caso, sou forçado a pedir as suas fontes. Em que livros você leu isso? Como é que, depois de tantos e tantos livros de história, eu não encontrei tamanha certeza sobre os fatos da vida de Jesus? Como é que, até hoje, os historiadores debatem sobre isso?

    “E você queria o quê, maluco?”
    “…vai morrer burro mesmo.”

    Carlos, se quiser ser levado a sério, dê o exemplo. É tão difícil assim ser cortês?

  11. Jorge Ferraz Post author

    Amigo,

    Viva o ecumenismo! =D

    Só de olhar o vídeo, não dá para saber que ele é protestante. A história contada é perfeitamente católica. Também os protestantes acertam de vez em quando, porque o “erro absoluto” não existe.

    De qualquer maneira, a publicação do vídeo não significa, absolutamente, uma aprovação ou mesmo uma recomendação àqueles que o tenham produzido.

    Abraços,
    Jorge

  12. Karina

    Faltou apenas Nossa Senhora com o “façam o que Ele vos ordernar”, o que poderia, em termos tweeterianos, ser traduzido para “sigam-no sempre”.