Protestos, credulidade e teorias da conspiração

closeAtenção, este artigo foi publicado 6 anos 2 meses 18 dias atrás.

Hoje eu estou, ao mesmo tempo, muito cético e muito afeito a teorias conspiratórias. Como eu comentei ontem, fora publicado no site da ABGLT um convite para um “evento” de protesto que incluiria a queima de um exemplar da Bíblia Sagrada. O evento – que a entidade posteriormente classificou como um ataque hacker – estava marcado para ontem à tarde e obviamente provocou a indignação de muita gente.

Os fatos são os seguintes: o tal aviso mudou, saiu e voltou pelo menos três vezes do site da ABGLT entre a terça e a quarta-feira. “Protestos” de militantes gays tremendamente ofensivos a símbolos sagrados do Cristianismo são a coisa mais banal e corriqueira do mundo. A capacidade de vitimização dos gayzistas ultrapassa todas as medidas da razoabilidade. A ABGLT foi à imprensa alardear ter sido hackeada. Assim sendo, a dúvida é perfeitamente legítima: a que tipo de militante – hacker ou não – interessa mais plantar uma notícia falsa (mas verossímil) no site de uma conhecida associação gay brasileira que, depois, vai usar o fato para se fazer mais uma vez de vítima, para acusar mais uma vez os seus opositores e para “demonstrar” a “homofobia” vigente em nossa sociedade – que exigiria a imediata distribuição do kit-gay nas escolas e a aprovação sem demora da lei da Mordaça Gay? A um “conservador”, ou a um gayzista? Sim, o meu álter-ego conspiratório exige que eu lance a dúvida.

Voltemos ao dia de ontem! Logo no início da tarde, começou-se a divulgar (via blogs e Twitter) que os militantes homossexuais estavam queimando bíblias dentro da UnB – de novo, uma notícia perfeitamente verossímil. Veja-se, por exemplo, aqui, aqui, aqui e aqui. No entanto, agora – passadas já algumas horas do suposto evento – prevalece o meu lado cético: onde estão as fotos e os vídeos de semelhante protesto pirotécnico? Nenhum órgão de imprensa registrou o protesto, não havia um único fotógrafo, ninguém tinha um celular à mão? Não é razoável que ninguém tenha sido capaz de registrar este ato de “tolerância” homossexual, até porque todos foram orientados a fazê-lo.

Portanto, até que me apareçam os vídeos e fotos da manifestação piromaníaca gay de ontem, tal evento é boato. E aqui volta o meu lado conspiratório: a quem interessa divulgar esta mentira facilmente desmascarável contra os homossexuais? Aos cristãos, ou aos próprios militantes gays – que aliás já têm histórico de ridicularizar os que são contra o PLC 122?

E tudo isso aconteceu ontem, porque ontem era o dia do protesto contra o PLC 122/2006 que reuniu milhares de católicos e protestantes em frente ao Congresso Nacional. O Jornal Nacional, ao menos, noticiou à noite: tanto o protesto quanto a entrega de um milhão de assinaturas contra o PLC 122/2006. No entanto, durante o dia, a repercussão deste evento (real) foi, de certo modo, sufocada pelos gritos de protesto contra queimas de bíblias que – em princípio – não ocorreram! É lamentável. Não dá para dizer de onde partiram os primeiros boatos. No entanto, uma coisa dá para dizer com certeza: esta história indubitavelmente beneficiou mais os revolucionários gayzistas do que os defensores da família. O Movimento Gay sem dúvidas saiu no lucro.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

19 thoughts on “Protestos, credulidade e teorias da conspiração

  1. Jorge Ferraz Post author

    Olegário,

    Por “prova de evidência negativa” (não existe um único vídeo, uma única foto, uma única testemunha ocular deste suposto ato de vandalismo), é forçoso concluir que esta queima de bíblias é boato.

    Claro que eles poderiam perfeitamente ter feito isso (como já debocharam de símbolos cristãos incontáveis vezes mundo afora); mas especificamente ontem, na UnB, não existe NADA que leve a crer que houve queima de bíblias. Todas as notícias são de segunda mão, nenhuma delas apresenta evidências dos fatos que noticiam.

    No próprio twitter da “Pra. Cynthia” não tem absolutamente nada:

    http://twitter.com/#!/PraCynthia_I3

    Esta foto daqui é uma clara e mal-feita montagem (basta ver a **mesma bíblia** “transparente” repetida por três vezes, o fogo que não se comporta com nenhum padrão esperado, etc.), que talvez tenha sido colocada para ilustrar a denúncia do primeiro blog, mas não é, nem a pau, um registro fotográfico do suposto protesto de ontem.

    O que interessa é saber quem espalhou o boato.

    Abraços,
    Jorge

  2. olegario

    Perfeito, Jorge.

    Por isso mesmo foi comedido na exposição de meu comentário.
    Se ocorreu a manifestação contra um simbolo religioso, que ele seja denunciado, atacado e reprovado.
    Se a prova ou informação do ato é frágil, então que ela desconsiderada.
    Material de reprovação contra a militância gay, temos de sobra.
    Não há porque inventar situações de combate.
    Abraços.
    Olegario.

  3. Gustavo Jobim

    Eu acho que seria muita estupidez queimar um livro sagrado, ainda mais em um pais onde a maioria absoluta é cristã. Se não me engano quase 90% da população brasileira, segundo o IBGE é cristã.

    Pior que isso só uma marcha a favor da pedofilia e da pornografia infantil. Seria realmente o fim dos tempos.

  4. Ricardo

    Não. Eles apenas tomaram emprestado a mania de voces de santificar tudo, eh, eh.

    Parece que o recordista disso aí foi João Paulo II. Li algo sobre ele ter santificado umas 500 pessoas.

    Sinal mesmo dos tempos: até a santificação está inflacionada…

  5. roberto quintas

    caramba, Jorge, que furada!
    a única “imagem” é uma montagem!
    citações em twitter não são aceitos como fatos!
    pelo amor que tem ao seu Deus, seja mais honesto.

  6. Jorge Ferraz Post author

    Pelo amor de Deus, Quintas, pára de passar atestado de analfabetismo funcional!

    Eu disse e redisse, em negrito, que este evento de queima de bíblias era boato!

    – Jorge

  7. Ygor

    Ricardo, é compreensível o seu ardente desejo de banalizar tudo o que é da fé católica. Você se presta a vir aqui postar comentários debochados e algumas vezes ofensivos…
    Realmente é compreensível, dado que os “sábios” materialistas estão bitolados no pensamento lógico-científico, repleto de premissas duvidosas…

    Agora dizer que a santificação está inflacionada? 500 santos em mais de 20 anos de pontificado (números imprecisos)? A considerar apenas o número de clérigos neste tempo…??? Que é inflação para você? Qual a taxa? E os juros?

    Se não és capaz de postar comentários coerentes, chame o chefe da sua legião. Se é que ele será capaz… Se o chefe for você mesmo, desculpe, sua legião está perdida!

  8. Olegario

    Sr. Quintas,

    Quem postou a imagem fui eu.
    Fiz sem perceber que era de fato uma montagem.
    A montagem da lambança, não sei quem fez.
    Pela divulgação dela aqui no blog, assumo a culpa.
    O Jorge não tem nada a ver com o fato.
    Abraços.
    Fica com o bom Deus.
    Olegario.

  9. Cristiane Pinto

    Gustavo
    “Gustavo Jobim says:
    2 June 2011 at 2:39 pm
    Eu acho que seria muita estupidez queimar um livro sagrado, ainda mais em um pais onde a maioria absoluta é cristã. Se não me engano quase 90% da população brasileira, segundo o IBGE é cristã.

    Pior que isso só uma marcha a favor da pedofilia e da pornografia infantil. Seria realmente o fim dos tempos.”
    Corcordo plenamente com você.

  10. Cristiane Pinto

    Ricardo
    “Ricardo says:
    2 June 2011 at 6:53 pm
    Desculpem-me pelo “off-topic”, mas não encontrei um lugar onde pôr.

    Pensei já ter lido sobre coisas bizarras, mas essa aí é incrível, eh, eh

    Santa Morte?! PQP!!!

    http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/bbc/culto+a+santa+morte+se+espalha+pelo+mexico/n1596997881838.html

    A Igreja jamais canonizou esta santa, meu caro, que nem santa é. A Igreja desaprova. Olha aqui sobre Santa Morte:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Santa_Morte
    A Igreja Católica Romana jamais aprovou culto a esta santa. Saiba você que existem outras Igrejas que se autodenominam católicas, não existe só a Igreja Católica Romana, existem outras que inventaram, como a Igreja Católica Brasileira, a Velha Igreja Católica, entre outras… São Igrejas que se autodenominaram Católicas, mas não são católicas coisa nenhuma, apenas tomaram o nome de católicas. Quem presta culto à Santa Morte é a Igreja Católica Mexicana, outra que inventaram. A verdadeira Igreja Católica, que é a Romana, jamais prestou culto à Santa Morte. Procura se informar mais antes de falar besteira.

  11. Cristiane Pinto

    Ricardo
    É Iglesia Católica Tradicionalista Mexicana-Estadounidense que presta culto à Santa Morte, esta igreja não tem nenhuma relação com a Igreja Católica Romana, não está em comunhão com o Papa. Procure se informar mais, vai.

  12. Messias

    Gente,

    Esse Ricardo não passa de um filhote de troll.
    Não alimentemos o trollzinho.

  13. Ricardo

    A verdadeira Igreja Católica

    Os outros dirão o mesmo das suas…

  14. Pingback: A intolerância do movimento homossexual brasileiro « Ecclesia Una

  15. alecio santos

    O mundo realmente está todo torto , o que é bonito ficou feio, e o que é errado está em evidência, estão tirando o direito de expressão das pessoas de bom senso, mas se isso é prá cumprir o que está escrito então, que assim seja !
    é fim dos tempos mesmo!!