A ideologia gay e os fatos sobre os homossexuais

closeAtenção, este artigo foi publicado 5 anos 9 meses 9 dias atrás.

Leio sobre o britânico que “virou gay” após um derrame. O testemunho dele é no mínimo curioso: ele caiu, quebrou o pescoço, teve um derrame e, quando acordou, era gay: «quando ganhei consciência, eu imediatamente me senti diferente. Eu não estava mais interessado em mulheres. Eu era definitivamente gay. Eu nunca tinha sentido atração por homens antes – eu nunca tive nem amigos gays.»

O caso dele é politicamente incorreto e, devido ao patrulhamento da Gaystapo, perguntar é incômodo. Mas eu não consigo ver como possa ser honestamente possível furtar-se aos questionamentos: se crianças com tendências homossexuais são com freqüência apresentadas como argumento a favor da tese de que [todos] os homossexuais “nascem assim”, por qual motivo o homossexualismo surgido após um trauma neurológico não serve nem mesmo para insinuar que, talvez, alguns casos sejam [patologicamente] adquiridos? E, avançando ainda mais na inconveniência das perguntas: se for verdade que tais tendências podem ser adquiridas, por qual motivo a recíproca não é também igualmente verdadeira e, portanto, elas não poderiam ser “desadquiridas”?

A Doutrina Católica não tem nenhum problema com a gênese psíquica do homossexualismo. É perfeitamente possível dizer, p.ex., que certas pessoas nascem com memória ruim e outras ficam com a memória ruim após tomarem certos tipos de medicamentos. É facto que certas pessoas nascem com os membros faltantes e, outras, perdem em acidentes os membros com os quais nasceram. Isto a rigor não significa absolutamente nada: a forma como as pessoas nascem ou deixam de nascer não é, de per si, demonstração irrefutável de que tal ou qual característica é uma qualidade e não um defeito. Aplicando este princípio ao homossexualismo, temos uma resposta bastante simples à questão (que, não obstante, o Movimento Gay empenha-se por obscurecer): os actos homossexuais são intrinsecamente desordenados, independente de se os gays nascem assim ou assim se fazem ao longo da vida.

A questão da gênese psíquica homossexual (e a questão conexa da sua reversibilidade), portanto, é totalmente irrelevante para a sua condenação moral (tanto do ponto de vista da Moral Católica como também da Lei Natural). Mas tem um interesse capital para as pessoas que sofrem com tais tendências, porque a resposta a tais questões determina se é possível a estes filhos de Deus conseguirem um bálsamo que alivie a pesada cruz lançada sobre os seus ombros ou se, ao contrário, eles devem se preparar para resistir às tentações da carne sem outro remédio que não os espirituais. É bastante óbvio que tais remédios são absolutamente suficientes para que qualquer pessoa vença as suas más inclinações e adquira a santidade; no entanto, se é possível à razão humana oferecer algum conforto a estas pessoas que sofrem com tendências sexuais profundamente arraigadas, nada justifica que uma ideologia revolucionária e anti-natural os impeça de terem acesso aos benefícios que o engenho humano, em condições normais, seria capaz de oferecer.

À  santidade todos são chamados e para todos ela é possível. E o caminho da santidade é aquele traçado pela Lei de Deus – o qual a Igreja de Cristo, qual farol a iluminar os viajantes, tem a missão de indicar a todos os homens de todos os tempos. Os fatos contrários ao Gayzismo dominante deveriam ser suficientes para romper o muro de silêncio ideológico: pois os maiores prejudicados pela militância sodomita, nada surpreendentemente, são os próprios homossexuais.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

42 thoughts on “A ideologia gay e os fatos sobre os homossexuais

  1. Irmão Aparecido

    Homossexualismo NÃO É DOENÇA! Desde 1985 que foi retirado do catálogo de doenças da Sociedade Internacional de Psiquiatria.

    Isso me faz lembrar uma velha piada de médico. Estava rolando a Grande Guerra. Terminada a batalha, o oficial médico do batalhão chamou um soldado, apontou para um montão de corpos e disse: “Tá vendo esses corpos? Estão todos mortos! Enterre-os na vala comum!” O soldado foi então pegando cada cadáver pela perna e jogando no buraco pra enterrar. Até que um dos corpos, ao ser puxado pela perna, gritou: “Ei, cuidado! Estou vivo!” Ao que o soldado respondeu: “Cala a boca! Quer saber mais que o médico?” E jogou o “cadáver” na vala pra ser enterrado…

    Que seja o homossexualismo, isto é, a atração sexual por pessoas do mesmo sexo, uma perversão e uma doença, não é coisa que necessite estar em catálogo algum, da mesma maneira que não precisamos consultar um astrônomo para saber se é dia ou noite. O homossexualismo só tem sido excluído dos catálogos internacionais de doenças, não por supostos avanços da ciência, mas pela força política do lobby gay. E é significativo que um dos psiquiatras responsáveis pela retirada do homossexualismo da CID (Classificação Internacional de Doenças), o dr. Robert Spitzer, reviu o seu posicionamento.

    As provas da predeteminação da homossexualidade, i. e., da sua naturalidade desde o ventre materno já foram oferecidas por mim em posts anteriores. Pesquisem.

    Sr. Bi, o facto de que o homossexualismo possa ser congênito não prova que ele seja normal ou que não seja uma doença. O lábio leporino, por exemplo, é uma característica que aparece ainda no ventre materno, mas nem por isso se pode dizer que seja normal ou que não seja uma malformação.

    Trocando em miúdos: ainda que você prove que o homossexualismo tenha raízes na própria genética do indivíduo, isso não provaria ser o homossexualismo uma coisa normal.

  2. Benjamin Bee

    Irmão Aparecido

    PROVE que é doença ou defeito.

    As provas de que não é já as exibi, agora é sua vez.

    Conteste 3400 neurobiologistas distribuídos por 80 países, certamente os 80 mais civilizados capazes de se fazer representar num congresso desse porte, o mais importante do planeta, que afirmam a predeterminação.

    E conteste a Psiquiatria, Psicologia, Sociologia, Filosofia e História dos países mais civilizados que afirmam que não é doença ou defeito.

    Não pense que uma alegoria chinfrim vai mudar a Verdade.

    Você diz que é defeito ou doença porque meia dúzia de prelados o disseram, como se fossem seres superiores, olímpicos. Porque você lê um livro como se você fosse o intérprete legítimo e único do que ali está escrito. Porque você se sente dono da palavra de Deus. Porque você se sente o dono da obra que você construiu: Deus.

    Porque você não se sente pessoa por Ele criada.

    Tudo isso porque você quer. Porque você está ansioso por bordar triângulos rosas e fazer os homossexuais usarem-nos em direção às clínicas de terapias de reversão ou em direção às câmaras de gás caso eles rejeitem o teu sistema.

    Homossexualidade não é doença porque quem o diz é a CIÊNCIA e não o mito que VOCÊ inventou. Mas você vai continuar inventando alegorias, parábolas para afirmar que é e justificar a sua sanha assassina.

  3. Irmão Aparecido

    Irmão Aparecido

    PROVE que é doença ou defeito.

    Mas eu já provei: homossexualismo é uma perturbação do apetite sexual, que o desvia em relação às pessoas do mesmo sexo.

    Aliás, você mesmo, que é homossexual, sabe muito bem disso. Você tenta convencer os outros de que essa aberração é uma coisa normal simplesmente porque não consegue convencer a si mesmo.

    Conteste 3400 neurobiologistas distribuídos por 80 países, certamente os 80 mais civilizados capazes de se fazer representar num congresso desse porte, o mais importante do planeta, que afirmam a predeterminação.

    Eu já disse que a suposta “predeterminação” não prova que o homossexualismo seja normal. Ainda que se identificasse e se descrevesse o “gene gay“, isso não excluiria o caso de ser o homossexualismo um distúrbio. Existe o gene da diabetes, sabia? Por acaso isso faz com que a diabetes deixe de ser uma doença?

    E conteste a Psiquiatria, Psicologia, Sociologia, Filosofia e História dos países mais civilizados que afirmam que não é doença ou defeito.

    A psiquiatria, a psicologia, a sociologia, a filosofia e a história não existem concretamente. O que existe de concreto são os psiquiatras, os psicólogos, os sociólogos, os filósofos e os historiadores. E eles divergem muito sobre essa questão. Inclusive no decorrer da carreira. Entre eles o psiquiatra Robert Spitzer, que há vinte anos defendeu a retirada do homossexualismo do CID e hoje, tendo estudado melhor o assunto, entende que sua primeira posição foi precipitada.

    Não pense que uma alegoria chinfrim vai mudar a Verdade.

    Para a infelicidade sua.

    Você diz que é defeito ou doença porque meia dúzia de prelados o disseram, como se fossem seres superiores, olímpicos.

    Não. Eu digo que o homossexualismo é um defeito ou doença porque médicos assim o disseram. Entre eles o dr. Freud e professores catedráticos de medicina legal da Universidade de São Paulo. Eu digo que o homossexualismo é um defeito e uma doença porque a homossexual Camille Paglia é honesta o suficiente para ser sincera consigo mesma:

    «Ativistas gays são culpados por desinformação estalinista quando eles insistem em dizer que homossexualidade não é diferente ou que é equivalente à heterossexualidade, e que o ânus e a vagina são passíveis de troca (…) Tolerância de comportamento dissidente, que eu requeiro, não necessariamente significa aprovação pela sociedade. Sociedades pagãs e judaico-cristãs nunca e nunca devem concordar. Reprovação não é “ignorância” ou “inveja cega”, termos enervantes em que se apóiam os ativistas gays (…) Similarmente, há questões médicas legítimas sobre a segurança e higiene de ruptura dos tecidos pelo sexo anal, mesmo que este último dependa, no meu ponto de vista, de um domínio privado fora do controle governamental» (C. PAGLIA, Vamps and Tramps, 1994, p. 73).

    Porque você lê um livro como se você fosse o intérprete legítimo e único do que ali está escrito.

    Não sei de que livro você está falando. Outro dia li As Nuvens, de Aristófanes, em que ele faz uma engraçadíssima gozação contra os modismos homossexuais da alta sociedade grega de sua época.

    Tudo isso porque você quer. Porque você está ansioso por bordar triângulos rosas e fazer os homossexuais usarem-nos em direção às clínicas de terapias de reversão ou em direção às câmaras de gás caso eles rejeitem o teu sistema.

    Não, senhor. Só quero que os homossexuais não encham meu saco nem deturpem a legislação de meu país. Quanto ao mais, sou contra que o poder coercitivo do Estado seja utilizado para reprimir a sodomia ou obrigar pessoas a tratamento.

    Homossexualidade não é doença porque quem o diz é a CIÊNCIA e não o mito que VOCÊ inventou.

    Eu não inventei nada. Faz mais ou menos seis milênios que filósofos, profetas, escritores e homens de ciência, das mais diversas culturas e civilizações, julgam o homossexualismo uma perversão sexual. Novidade e invenção é dizer que isso é normal. Esse é que é o MITO que a militância homossexual inventou, e não consegue convencer nem vocês mesmos.

    Mas você vai continuar inventando alegorias, parábolas para afirmar que é e justificar a sua sanha assassina.

    Eu não quero matar ninguém. Quem gosta de matar os outros são os gays:
    http://acritica.uol.com.br/manaus/Familia-ex-companheiro-Zona-Oeste-Manaus_0_482351838.html
    http://amazoniaexposta.blogspot.com/2011/04/jovem-mata-mae-e-irmao-apos-discurssao.html
    http://acapa.virgula.uol.com.br/politica/goiania-gay-assassino-de-amante-e-condenado-a-13-anos-de-prisao/2/14/2278
    http://routenews.com.br/index/?p=7288
    http://www.portaldoholanda.com/noticia/36232-adolescente-teria-tentado-deixar-de-ser-gay-e-foi-morto-por-ex-companheiro
    http://diariodointerior.com.br/seg/103-notas-rapidas/2022-homem-e-morto-queimado-e-decapitado-em-aparecida.html
    http://www.hojeemdia.com.br/minas/cabeleireiro-tem-testiculos-e-nariz-arrancados-por-namorado-1.331671

    Significativos são os requintes de crueldade característicos dos assassinatos gays, incomuns mesmo entre os crimes passionais heterossexuais. Em verdade, os homossexuais são cruéis e agressivos (não tem dó do próprio **, como podem ter da gente?). Despejam a raiva que sentem de si mesmos (porque nenhum homossexual suporta ser o que é) no próximo. O sultão Saladino, adversário de Ricardo Coração de Leão durante a Terceira Cruzada, era homossexual e sua crueldade em campo de batalha poucas vezes foi superada. Na China, durante as dinastias Ch’in e Han houve uma série de imperadores e príncipes homossexuais. A história chinesa os acusa de serem extremamente sádicos e promotores ativos do homossexualismo. O despotismo gay oprimiu a China até que a população se revoltou sob a liderança de um chefe taoísta e derrubou a dinastia. Homossexuais também povoavam as milícias do Partido Nazista e, segundo o historiador Lothar Machtan, o próprio Hitler era uma bichona louca e cruel:
    http://books.google.com.br/books?id=wL7gyfm2O0AC&printsec=frontcover#v=onepage&q&f=true

    Pois é, desde a antiguidade, o domínio dos homossexuais é seguido pela sua crueldade típica e representa um dos sintomas mais característicos de decadência de uma civilização.

  4. Irmão Aparecido

    Sr. Jorge, você pode me explicar por que minha resposta ao Benjamim Bi não está sendo publicada?

    Grato!

  5. Jorge Ferraz Post author

    Ir. Aparecido, provavelmente por conta dos links: o plugin do WordPress marca como SPAM. Mas eu sempre vejo e libero; já o fiz, inclusive.

  6. Benjamin Bee

    Aparecido, você não provou nada. Citou teses totalmente ultrapassadas e encheu línguiça com um texto enorme pra que ninguém leia e você possa sair cantando de galo. Poi cante à vontade. A verdade é uma só. Continue se iludindo. Fique a vontade para permanecer nesse armário mas não se esqueça quando sair dele, não deixe de vestir algo “fabulous”.

  7. Irmão Aparecido

    O texto pode ser grande, mas quem sentir curiosidade pode ler.

  8. Gyordano Bruno

    irmão aparecido, pela visão bíblica homossexualismo é pecado…. mais Jesus que veio ao mundo falou que era pecado? não! ele não disse que era pecado.
    isto é uma coisa que vem desde o ventre da mãe. algumas pessoas dizem que é pecado, mas… tudo que somos foi deus quem nos fez assim. então se isso é pecado, uma pessoa que é homossexual esta condenada pelo propio Deus!! pois foi ele quem fez o ser uma assim, pessoas ignorantes realmente não aceitam Deus é que creem que isso é pecado…..
    homossexualismo não é pecado!!! Deus fez o ser Humano assim….

    homossexualismo não é pecadoooo

  9. Alexandre Magno

    Procurei um post que pudesse receber a indicação de leitura que trago agora, mas não pude dispensar muito tempo nessa busca. Abaixo, vi uma discussão correlata. Não quero entrar nela. Ainda que eu não aproveite seu “maluco pra cá… maluco pra lá…“, quero sugerir a vocês a leitura de: “A bíblia dos psiquiatras“. Não conheço melhor aquele site Paraclitus; apenas achei o texto interessante.

  10. 08111977alex

    Em resposta ao Gyordano Bruno, “Deus condena a homossexualidade, e isto é muito evidente. Ele se opõe à homossexualidade em todas as épocas. Na época dos patriarcas (Gn 19.5-7) Na época da Lei de Moisés (Lv 18.22; 20.13) Na época dos Profetas (Ez 16.46-50) Na época do Novo Testamento (Rm 1.18-27; 1 Co 6.9-10; Jd 7-8) Por que Deus condena a homossexualidade? Porque ela transtorna o plano fundamental de Deus para as relações humanas — um plano que retrata o relacionamento entre um homem e uma mulher (Gn 2.18-25; Mt 19.4-6; Ef 5.22-33). Então, por que as interpretações homossexuais das Escrituras têm sido tão bem-sucedidas em persuadir inúmeras pessoas? A resposta é simples: as pessoas se deixam convencer. Visto que a Bíblia é tão clara a respeito deste assunto, os pecadores têm resistido à razão e aceitado o erro, a fim de acalmarem a consciência que os acusa (Rm 2.14-16). Conforme disse Jesus: “Os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más” (Jo 3.19-20). Se você é um crente, não deve comprometer o que a Bíblia diz a respeito da homossexualidade —.jamais.”

  11. laws

    Páginas com imagens de “superioridade racial” gay. Os gays se dizem apenas diferentes, mas na realidade se acham superiores. É evidente que conspiram contra a ordem heterossexual, não para conviver com ela mas para ABOLÍ-LA.
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153350216814569&set=gm.877723435601711&type=1&theater
    http://hombreysociedad2.blogspot.com.ar/2010/03/blog-post.html
    Nesta página eles simplesmente equipam o racismo ao “orgulho hetero”.
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=787957494599820&set=a.451826441546262.105726.100001567296046&type=1&theater