Chávez está morto. A Venezuela está livre.

closeAtenção, este artigo foi publicado 4 anos 3 meses 20 dias atrás.

Hugo Chávez acaba de morrer. Ou melhor: a sua morte acaba de ser oficialmente reconhecida pela Venezuela. Como quase tudo o que acontece no país vizinho, a morte do ditador venezuelano é obscura e inspira desconfiança. Em meados do mês passado, por exemplo, uma postagem no Twitter (!) no meio da madrugada (!!) anunciava o inesperado retorno de Chávez a Caracas. Sinceramente, na ocasião eu não acreditei e ainda hoje não sei se acredito; mas agora é irrelevante, porque a sua morte foi oficialmente declarada. Se foi hoje ou na(s) semana(s) passada(s), se foi em Caracas ou em Cuba, agora já não faz mais tanta diferença. Chávez está morto. A Venezuela está livre.

Será que está? O presidente eleito deveria ser empossado em janeiro. Não foi. A Justiça da Venezuela topou adiar a cerimônia por tempo indeterminado e, mesmo assim, a morte colheu Chávez antes que ele pudesse tomar posse como presidente da Venezuela. O vice não foi eleito. Teoricamente, deveriam ser convocadas novas eleições. Serão? Ainda é cedo para saber. O que dá para fazer com certeza é rezar pela Venezuela, cujo futuro desponta um pouco menos sombrio agora que El Comandante depôs a foice e o martelo em definitivo mas que, provavelmente, ainda deve reservar algumas agruras ao povo venezuelano.

Quanto a Chávez… o que dizer? Está morto. O provérbio manda não dizer dos mortos senão o bem, mas peço aqui licença ao adágio popular porque, no dia de hoje, um silêncio assim tão prolongado seria inconveniente e constrangedor. É preciso dizer pelo menos que o mini-ditador candanga não fez bem à sua pátria, que a sua tentativa medonha de ressuscitar um sistema político já morto e apodrecido lançou a política latino-americana cinqüenta anos para trás, que as suas demonstrações de Fé no final da vida são, se não falsas, pelo menos incoerentes com tudo o que ele fez antes do câncer e, aliás, até o último instante de vida não se preocupou em consertar. Isto são verdades que é dever de justiça não deixar caírem no esquecimento, no meio da comoção midiática que costuma transformar em herói impoluto todo aquele que sai do palco da História para não mais voltar.

Está morto o Chávez, e que o Deus Altíssimo tenha misericórdia dele! R.I.P., como rezamos para os católicos, pois nem mesmo alguém como o ex-presidente da Venezuela foi criado por Deus para se perder. Que ele tenha conseguido uma boa contrição antes da morte, é o que eu desejo sinceramente. E que Deus mostre compaixão para com ele e sua terra.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

7 thoughts on “Chávez está morto. A Venezuela está livre.

  1. Natália

    Pois é, se eu fosse 4 anos mais nova, com os meus 15 anos eu provavelmente diria “antes tarde do que nunca”, mas hoje eu penso, ”bom, espero que ele tenha feito um bom exame de consciência durante os meses em que esteve doente, repensar a vida e tal” e eu espero que dias melhores venham ao povo venezuelano.

  2. Maria

    Graças a Deus este Caudilho largou a mamata. Só morrendo mesmo pra deixar o seu país em paz. Eu não lamento nada a sua morte. Infelizmente ele é igual ao Brizolla; só larga aboquinha quando morre!

  3. Etel

    Eu não poderia deixar de expressar alívio ao saber da morte do Hugo Chavez, o caudilho que submeteu a Venezuela a uma ditadura marxista do pior jaez latino-americano: o castrista.

    Fidel Castro gerou filhotes políticos tão imbecis quanto: Daniel Ortega, Evo Morales, Rafael Correa, Hugo Chavez, Lula, etc., são todos vermes do mesmo cadáver: o comunismo!

    Vermes como Fidel, Chavez, Lula e sua trupe nos fez experimentar o sabor da mentira. Testemunhamos a disenteria doutrinária através da Teologia da Libertação. Enfim, a esquerda marcou e está marcando, infelizmente, as raízes políticas da América Latina.

    E hoje os inimigos de Jesus Cristo perderam um grande aliado. É por isso que sinto alívio. Eu sei que a esquerda não morreu junto com o Chavez. E não quero transparecer ser desumano ao manifestar um sentimento positivo ante esse inimigo que nos encontrará a todos: a morte. Mas, é alívio… Alívio!

    A ele a minha mais profunda ojeriza!

  4. Saled

    Ñ blogueiro, a [CENSURADO] não tá livre ñ. Os urubus do comunismo ainda tão no poder.
    Esses caras so sairão de lá levando mta paulada.

  5. Alexandre Magno

    Que ele tenha conseguido uma boa contrição antes da morte, é o que eu desejo sinceramente.

    Ou que ele tenha sido ignorante o suficiente. É o que eu desejo.

  6. Jofre

    Alívio porquê Etel? Você é venezuelano? Você tem certeza que é cristão?

  7. Patrício Navidad

    A maioria esmagadora de venezuelanos estão em luto por seu herói, sim porque quando alguém consegue livrar quase 10% da probreza extrema essa pessoa é um herói.

    Mas tem sempre um brazuca lambe-botas pra falar besteira!