Os falsos messias esperando nas sombras – Carlos Ramalhete

closeAtenção, este artigo foi publicado 3 anos 10 meses 6 dias atrás.

[A respeito dos protestos que estão ocorrendo Brasil afora, trago um excerto da coluna do Carlos Ramalhete na Gazeta do Povo de hoje. Leiam na íntegra. O conselho que o articulista dá parece-me o melhor possível nas atuais circunstâncias e não deve ser menosprezado: não deixem que os oportunistas de plantão se utilizem das manifestações como trampolim para si próprios. Não deixem os expoentes da velha esquerda emergirem vitoriosos desta que já é a maior mobilização popular desde os Cara-Pintadas. Neguem-lhes corajosamente esta sela.]

Hoje, o que temos é um cavalo branco desgovernado, passando encilhado pelas ruas. Cada candidato ao poder o vê como seu, e sonha em montá-lo. Dilma e Lula já estão trancados com um marqueteiro, conspirando. Outros falsos messias estão esperando nas sombras.

Para que algo de bom surja desses protestos, compete a cada brasileiro, a cada jovem que partilha desta exasperação em massa, negar-lhes esta sela. Que o cavalo vá embora; que sua sela fétida não atraia mais que moscas. Não precisamos de salvadores, sim de paz social. Façamos, não deleguemos.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

10 thoughts on “Os falsos messias esperando nas sombras – Carlos Ramalhete

  1. Renan

    PROCURE CONHECER OS OBJETIVOS E LIDERANÇAS DO MOVIMENTO A QUE SE ASSOCIE!
    Diz-se que o brasileiro só reage quando lhe mexe nos bolsos, parecendo-me que as manifestações têem-no a ver por elas abordarem apenas questões financeiras – também quero um pedaço a mais – pareceriam pagãos, não cristãos por em nada associarem a fé sob as bandeiras das manifestações, como reivindicar educação pelos pais, exigir respeito à fé católica ou mesmo dos evangélicos, que o Estado seja laico, não como atualmente ateu-militante, querendo impor o POLITICAMENTE CORRETO do aborto, do gayzismo, da pedofilia, etc., ou não interfira na vida do cidadão permitindo sua livre iniciativa particular e nada estatizante e similares, mas aproveitar dos ensinamentos contidos na Doutrina Social da Igreja.
    Também: se aderir a algum movimento, que seja pacífico, saiba quais seus reais objetivos, se defende as mesmas ou similares às teorias do PT, para não se tornar massa-de-manobra de marxistas – ELES ESTÃO CAMUFLADOS – daí, sair do PT 13 e cair noutro 12 + 1!
    Quanto aos cidadãos, jamais procederem como no momento: tudo sob a bandeira do materialismo e dos cifrões, como se fora isso o essencial, pois se assim procederem o resultado já é sabido: nenhum; apenas mais confusões!

  2. Dênis

    Péssimo texto! A mesma paranoia de sempre. O tal ramalhete também está sendo oportunista e tentando tirar uma casquinha dos protestos para tentar transformá-los em uma suposta reação conservadora – totalmente o oposto do que está acontecendo. Vai cair do cavalo!

  3. Carlos Pantoja Filho

    Não compreendo o que este post tem a ver com catolicismo…

  4. Luiz Henrique Mortágua

    Por qual razão não teria a ver, Carlos Pantoja?

  5. Wilson Ramiro

    Já tem gente “DONA” do movimento, dizendo ser favorável a participação do PT nas passeatas.

    Não imaginei o quanto o Carlos Ramalhete tinha razão em sua coluna.

    Se o PT e os comunistas não forem expulsos definitivamente deste movimento, então foi a primeira vez que um milhão de trouxas saíram às ruas por nada, ou por quinze centavos.

  6. Pingback: Sobre manifestações e análises das manifestações | Deus lo Vult!

  7. Flávio Maia

    Se o PT e os comunistas não forem expulsos definitivamente deste movimento, então foi a primeira vez que um milhão de trouxas saíram às ruas por nada, ou por quinze centavos. [2]

  8. spesmasp

    O governo irá montar esse cavalo branco e não há nada que a oposição possa fazer. E o fará por um motivo simples, ele sabe dialogar com as massas, e não tem um credo irredutível para impor.