Comentando assuntos diversos

closeAtenção, este artigo foi publicado 8 anos 4 meses 24 dias atrás.

Vejam que linda esta Revista de Saúde Sexual e Reprodutiva, nº 39, de março de 2009. Quase que exclusivamente dedicada ao caso da menina de Alagoinha que foi estuprada e teve os seus filhos abortados. 100% direcionada a fazer apologia do aborto. Vejam algumas frases das matérias lá disponíveis: “até quando continuaremos com uma lei penal que impede o exercício da autonomia sexual e reprodutiva das mulheres?”, “[a]ún bajo la presión de la iglesia católica-romana y otros grupos conservadores, algunos estados y municipios han comenzado recientemente a hacer más difícil para las mujeres el obtener atención de salud reproductiva y han limitado las opciones anticonceptivas—incluyendo el aumento de los procesamientos judiciales bajo las leyes existentes”, “muitas vítimas de violência sexual ainda não têm acesso ao aborto legal, estando impedidas de exercer o seu direito previsto em lei”.

A publicação é do IPAS, “uma organização não-governamental internacional que trabalha há três décadas com os objetivos de reduzir o número de mortes e danos físicos associados a abortamentos; expandir a capacidade da mulher no exercício de seus direitos de natureza sexual e reprodutiva; e melhorar as condições de acesso a serviços de saúde associados à reprodução, inclusive aos serviços de abortamento legal em condições adequadas (aborto seguro)”. Que, segundo o MidiaSemMascara (apud Brasil Acima de Tudo), “fornece equipamento para a realização do aborto no mundo inteiro e atualmente, com a conivência do governo brasileiro, ministra abertamente cursos de técnicas de aborto a mais de mil novos médicos por ano no Brasil”. Maravilha.

* * *

Sobre as maravilhosas declarações do senhor presidente da República, para quem a culpa da crise econômica é de “gente branca de olhos azuis”, este artigo da Maria Lucia Victor Barbosa é primoroso. “Diante desse despautério a impressão que se tem é que o presidente da República quer se portar como um Hitler subdesenvolvido ás (sic) avessas. Ele não gosta de gente branca de olhos azuis, como se existisse pureza racial”.

Acho que nunca antes na história deste país nós tivemos declarações tão infelizes pronunciadas pelo presidente da República. Curiosamente, Barack Obama gosta de Lula e se derrama em elogios diante dele. “Esse é o cara! Eu adoro esse cara!”. Curioso.

* * *

Escrevam ao Le Mondevejam aqui como – para protestar contra uma charge blasfema publicada no jornal. Ainda sobre a questão das camisinhas, ainda atacando covardemente o Cristianismo. Se fossem charges de Maomé…

É fundamental que as pessoas não se calem, e não aceitem passivamente que a sua Fé seja escarnecida, que debochem gratuitamente de suas crenças e seus valores. Não podemos nos dar ao luxo de simplesmente fingir que não é conosco, quando as coisas santas são atacadas por homens impiedosos. Importa defender os direitos de Deus. É nosso dever de cristãos fazê-lo.

* * *

Ainda sobre as camisinhas, o Bispo das Forças Armadas em Portugal, dom Januário Torgal Ferreira, disse que “[p]roibir preservativo é consentir em muitas mortes”.

Aliás, a situação em Portugal é delicada. Rezemos; que a Virgem de Fátima faça com que, em Portugal, conserve-se sempre o dogma da Fé.

* * *

Que exemplo da Conferência Episcopal Norte-Americana: quantas pessoas estão se unindo à Igreja nesta Páscoa? Vejam a tabela apresentada, com as várias dioceses e o número de catecúmenos e “candidatos” (cristãos não-católicos que estão abandonando as heresias para abraçar a Esposa de Nosso Senhor) por diocese.

Na Philadelphia, 436 catecúmenos e 537 candidatos. Em Seattle, 736 catecúmenos e 506 candidatos. Em Atlanta, 513 catecúmenos e 2195 candidatos! Ah… que santa inveja…

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

6 thoughts on “Comentando assuntos diversos

  1. Teresa

    Que vergonha que no Brasil se fale no bispo de Viseu e em Dom Januário. Rezem por nós. Posso estar muito enganada mas creio que não temos um único bispo ortodoxo.

    Há muito que deixaram de ser católicos.Porque será que estes senhores não são excomungados?

  2. Alexandre Magno

    Jorge Ferraz (no post): “Acho que nunca antes na história deste país nós tivemos declarações tão infelizes pronunciadas pelo presidente da República. Curiosamente, Barack Obama gosta de Lula e se derrama em elogios diante dele. ‘Esse é o cara! Eu adoro esse cara!’. Curioso.”

    É , só curioso. Não passa disso. Penso o fato que não tem haver com as últimas declarações (infelizes) do presidente da República. Obama e Lula têm algo especial em comum: uma origem “humilde” (entre àspas porque expresso-me apenas em termos de condições econômicas). É bem provável que isso – essa identificação – tenha sido motivação especial para Barack ter o Luiz nessa conta, dizendo “Esse é o cara! Eu adoro esse cara!”.

    Não vamos “apressar conclusões”…

  3. roberto quintas

    pois eu não percebo ofensa alguma. se fosse ofensivo, Jesus Cristo não teria permitido a publicação da charge ou teria protestado pessoalmente.
    os sres tem que parar com essa mania de querer achar as coisas em nome de Jesus, no lugar dele.

  4. Joe

    “mas creio que não temos um único bispo ortodoxo.”

    Teresa, bispo ortodoxa é da igreja oriental! Aquela que é predominante na Rússia.

  5. Alexandre Magno

    roberto quintas: “pois eu não percebo ofensa alguma. se fosse ofensivo, Jesus Cristo não teria permitido a publicação da charge ou teria protestado pessoalmente.”

    Sobre haver ofensa, não sei agora do que roberto quintas está falando; eu não tenho tempo nesse momento para ler o texto todo novamente. Mas quero fazer uma observação: o argumento dele é “furado”… dizer que “Jesus Cristo não teria permitido a publicação da charge [se ela fosse ofensiva] ou teria protestado pessoalmente”.

    Deus permite o mal, pelo menos nos casos ordinários (ou seja, quando Ele não age extra-ordinariamente), porque Ele respeita o livre-arbítrio que deu ao homem. Charges ofensivas, blasfêmias, e outros pecados são “permitidos”. Parece escandaloso, mas é isso mesmo. Só que “nem tudo convém”. O pecado não convém. É permitido, mas não convém.

  6. N. B. Guarinelo

    Falta de abrir um processo judicial contra esse presidenteco, por racismo. Racismo “à la socialismo”.