Impressões no EJF

closeAtenção, este artigo foi publicado 7 anos 4 dias atrás.

Impressiona-me, sinceramente, a vitalidade do Regnum Christi e dos Legionários de Cristo. A despeito dos escândalos com o padre fundador que recentemente vieram à tona, no Encontro de Juventude e Família deste ano tenho [re]encontrado muitas pessoas que dão sinceros exemplos de amor a Cristo e à Igreja.

E, digam o que disserem, esta vitalidade é própria do Cristianismo. Quando é perseguido, é que ele cresce; nas tribulações, glorifica a Deus. No meio das adversidades, não esmorece: prodigioso fenômeno que, aqui, é tão fácil de constatar! Não se trata de defender o pe. Maciel que, aqui, trago somente à guisa de exemplo. A imagem da Legião foi grandemente prejudicada pelos fatos recentes que vieram a público – isto é um fato. Alguns abandonaram o Movimento – é outro fato. Mas que outros tantos – muitos! – permaneceram fiéis e, ainda, outros vieram engrossar as fileiras do Regnum Christi mesmo após os escândalos, isto também é fato. E não pode ser ignorado.

Falava aqui no Deus lo Vult! há pouco tempo sobre o sândalo ferido pelo golpe de Deus, a perfumar o mundo de uma maneira agradável ao Onipotente. Nos sofrimentos, glorificar a Deus; esta é uma realidade que não tem nada de trivial, nada de fácil, nada de prazeroso. Muito pelo contrário. Espera-se (e, em certo sentido, até se exige) que as pessoas agradeçam a Deus quando todas as coisas correm bem. Mas, quando alguém dedica a sua vida ao serviço do Altíssimo e, mesmo assim, tudo desmorona… perseverar é heroísmo. Manter-se fiel é santidade.

De novo: o Movimento está aqui como exemplo, e a atitude destas pessoas – muitas das quais conheço há anos – prescinde completamente de considerações sobre os erros do padre Maciel. O fato inconteste é que há muitos inocentes (não somente no Regnum Christi, mas sem dúvidas também aqui), que sofrem sem culpa: e ver precisamente estes se manterem firmes é contemplar uma característica genuinamente cristã; é testemunhar a ação da graça de Deus. Porque não é em homens nem em instituições humanas que estas pessoas – estas, as que permaneceram – pōem a sua confiança. Sem dúvidas não. E ver com clareza para além das aparências – e até mesmo contrariamente às aparências – não é uma atitude de imaturos, ou de bobos úteis enganados, ou de irresponsáveis que ignoram as coisas de Deus; muito pelo contrário. É atitude de quem tem Fé, e de quem entendeu o que significam aquelas palavras de Nosso Senhor: “se alguém quiser vir após Mim, renuncie a Si mesmo, tome a Sua cruz a cada dia e siga-Me”.

Que Deus abençoe o Movimento Regnum Christi, e os Legionários de Cristo. Que a Virgem Santíssima interceda por todos estes, a fim de que o Altíssimo saiba transformar o mal em abundância de bem. Para a Sua maior glória.

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

7 thoughts on “Impressões no EJF

  1. Pingback: Tweets that mention Deus lo Vult! » Impressões no EJF -- Topsy.com

  2. Vinícius

    Queria muito ter ido, mas acompanhei seu tweets.

    A nós, membros do movimento, vale sempre lembrar que o carisma é de inspiração divina. Não há pecado algum na face da terra que possa desfazer isso.

  3. Sem. Pedro Ravazzano

    ART!

    Caríssimo Jorge,

    Primeiramente gostaria de frisar a minha alegria ao encontrá-lo no EJF! Oxalá tenhamos mais oportunidades com essa. De fato, o vigor do Movimento e da Legião é fruto da maturidade cristã. As palavras de Pe. Alvaro sintetizam o espírito com que essa cruz deve ser carregada.

    Para os críticos inveterados e apaixonados do Movimento e da Legião, o sucesso do EJF mostra não apenas a renovação do carisma como seu fortalecimento.

    Em Cristo e no Movimento,

    Pedro Ravazzano

  4. Karina

    “esta vitalidade é própria do Cristianismo. Quando é perseguido, é que ele cresce, nas tribulações, glorifica a Deus” – todo Cristão deveria pensar assim, e compreender o que isso significa. Mas, infelizmente, há aqueles que querem “se livrar do sofrimento”.

  5. Lívia Melo

    Impressiona-me o amor que Deus tem pelos seus queridos filhos.

    Impressiona-me como a Mãe da Igreja se põe no aparato dos que são fiéis.

    Essa fidelidade não é à toa!! é uma resposta ao amor que Cristo tem por nós.
    Nós, membros (ou não) do Movimento Regnum Christi sentimos cada dia mais o quanto Deus tem sido fiel a cada um, dentro de sua individualidade ou dentro do prório Movimento.

    Quanto mais se sofre por Ele, mas se tem a certeza de que é AQUI onde devemos estar. É neste caminho de porta estreita, mas que com tantas graças derramadas e com o gradioso consolo da Virgem Santíssima, se torna tão óbvio optar por ele. É o caminho seguro.

    A cada dia que passa tenho mais certeza de que estou no lugar certo.

    Amo minha Igreja, amo meu Movimento.

    Que Nossa Senhora interceda por todos nós.

    Abraços.

  6. Pedro A

    Sinceramente, não duvido da sinceridade e da fé de muitos integrantes do Regnum Christi e dos legionários, mas penso que eles serviriam melhor à Igreja livres das máculas do Sr. Maciel, e também de certa mentalidade de classe média satisfeita consigo mesma, que parece impregnar os movimentos ligados aos RC/LC, como o Pure Fashion (www.purefashion.com), umas espécies de “patricinhas de Cristo”, que pode ter a melhor das intenções, mas acaba por transmitir uma futilidade que destoa da mensagem cristã.